PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Da roça à Série A: jovem de 16 anos ganha espaço no Atlético-MG de Sampaoli

Sávio é o jogador mais novo a atuar na edição 2020 do Campeonato Brasileiro  - Pedro Souza/Atlético-MG
Sávio é o jogador mais novo a atuar na edição 2020 do Campeonato Brasileiro Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

28/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Um garoto muito promissor, tratado como joia da base, que tem atenção especial no badalado e milionário elenco do Atlético-MG. Com apenas 16 Anos e multa rescisória de R$ 361 milhões para clubes do exterior, o atacante Sávio dá seus primeiros passos junto do time principal do Galo, vivendo o que ele mesmo chama de sonho.

"Realizo um sonho de criança, um sonho que não era só meu, mas também de toda minha família: assinar meu primeiro contrato profissional aos 16 anos. Agradeço a Deus por tudo que tem feito na minha vida, feliz e motivado. Vamos com tudo, aqui é Galo", disse.

Essas palavras foram escritas por Savinho — como o jovem jogador também é conhecido — em junho deste ano, quando foi assinado o primeiro contrato profissional do atleta com o Atlético-MG. O texto foi publicado no Twitter oficial do atacante.

Tímido, franzino, mas com enorme talento, o garoto foi descoberto quando brincava de futebol de areia no litoral capixaba, em Vitória. Porém, até chegar à capital do Espirito Santo, boa parte da infância do menino, literalmente, foi no campo. Mais precisamente na cidade de São Mateus, no norte do Estado.

"Eu estava na roça, gosto muito de roça mesmo, o pessoal fica até me zoando. Há nove meses eu estava capinando, cuidando dos animais dos meus familiares", disse, se referindo ao período anterior à sua chegada ao time principal atleticano.

"Fui para Vitória, onde comecei a jogar futebol de areia. Aí que o cara [olheiro] me achou", completou Sávio sobre seu início no futebol, na primeira entrevista coletiva do garoto, na Cidade do Galo.

O menino, tido por muitos como "prodígio", já atuou por 165 minutos na equipe de Jorge Sampaoli. E das seis vezes que entrou em campo, por duas vezes começou como titular. A primeira oportunidade entre os 11 iniciais foi contra o Goiás, pela 15ª rodada, depois começou o jogo contra o Fluminense, na rodada seguinte.

Apesar do pouco tempo no elenco principal, Savinho já se destaca há alguns anos no clube, tanto nas categorias inferiores do Galo, e também nas seleções de base. Em 2019, foi campeão Sul-Americano com o time sub-15 do Brasil, em uma final emocionante contra a Argentina, nos pênaltis.

Seguindo passos de um ídolo

Assim como o lendário atacante Reinaldo, o "Rei", considerado por muitos o maior ídolos da história atleticana, Sávio fez sua estreia pelo time principal do Atlético-MG com 16 anos. No entanto, o ex-jogador pisou pela primeira vez no gramado em um jogo oficial alguns dias mais novo que o novo prodígio alvinegro.

Reinaldo, é certo, jogou pela primeira vez com a camisa do Galo com 16 anos e 17 dias, em 28 de janeiro de 1973, na derrota do Galo por 2 a 1 para o Valério, jogo local em Minas Gerais. Já Savinho estreou logo em um jogo do Brasileirão, na vitória por 4 a 3 contra o Atlético-GO, na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro deste ano.

"Na base, trabalhei muito com ele [Reinaldo], no DNA Alvinegro. Ele falava comigo que eu tinha grande futuro e potencial para estar aqui em cima, que era acreditar e jogar com alegria e leveza", comentou Sávio, sobre conversas com o ídolo alvinegro.

Atlético-MG