PUBLICIDADE
Topo

Futebol

SPFC vence Bahia e vira vice-líder após Diniz deixar time só com 1 zagueiro

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 21h01

Classificação e Jogos

O São Paulo venceu o Bahia, na noite de hoje (28), por 3 a 1 em plena Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), e virou o vice-líder do Brasileirão 2020. Luciano marcou duas vezes para garantir o triunfo pela 23ª rodada. Arboleda ainda fez um para o visitante, e Clayson deixou a sua marca para o time da casa no duelo.

A vitória veio depois de uma mudança ousada do técnico Fernando Diniz: após 0 a 0 na primeira etapa, o técnico deixou o Tricolor paulista só com um zagueiro em campo, o equatoriano Robert Arboleda. A troca mudou a postura do São Paulo, que abriu o placar com sete minutos do segundo tempo. Com o resultado, o São Paulo ocupa a segunda posição, com 41 pontos, um a menos que o líder Atlético-MG. O Bahia fica na 12ª colocação, com 28.

Quem foi bem: Luciano

Em fase iluminada, o atacante voltou a marcar duas vezes pelo São Paulo na noite de hoje. Ele aproveitou lateral cobrado por Reinaldo e falha da defesa do Bahia para fazer um golaço de bicicleta. Ainda na etapa final, recebeu cruzamento rasteiro de Reinaldo e finalizou com categoria no canto direito de Douglas. O jogador chegou ao 14º gol com as cores do clube desde a sua contratação.

Quem foi mal: Rodriguinho

Escalado como centroavante, o meio-campista não conseguiu render o esperado. Ele teve dificuldades para criar jogadas e foi facilmente marcado. Léo e Arboleda fizeram boa marcação sobre o atleta no primeiro tempo. Na etapa final, foi a vez de Luan, improvisado como zagueiro, segurá-lo ao lado de Arboleda.

Reinaldo participa dos três gols do São Paulo

Garçom do elenco do São Paulo, com nove assistências em 40 jogos, o lateral esquerdo Reinaldo brilhou novamente na noite de hoje. Ele foi o responsável por cobrar o lateral que culminou em gol de bicicleta de Luciano. O lance não conta como uma assistência porque foi desviado por Ernando. Na sequência, o jogador cruzou para gol de cabeça de Arboleda. No fim do segundo tempo, o lateral deu passe para Luciano marcar mais um na Arena Fonte Nova.

Atuação do Bahia

Com menos posse de bola no primeiro tempo, o Bahia criou mais oportunidades. A equipe, hoje comandada por Cláudio Prates porque Mano Menezes está afastado com covid, saiu em contra-ataques com Alesson, Rodriguinho e Rossi. No entanto, falhou nas finalizações. O trio encontrou dificuldades para estufar a rede de Tiago Volpi. Na volta do intervalo, a equipe manteve a formação. A situação, contudo, piorou. Acuado, o mandante não conseguiu criar jogadas para levar perigo ao gol adversário.

Atuação do São Paulo

Com mais posse de bola, o São Paulo teve dificuldades para atacar no primeiro tempo da partida. O meio de campo encontrou problemas na saída de jogo e pouco criou perigo ao gol defendido por Douglas. A melhor chance foi desperdiçada pelo garoto Brenner, após uma tabela com Luciano. Na volta do intervalo, Fernando Diniz mudou a forma de atuar da equipe, com Tchê Tchê na vaga de Juanfran e Vitor Bueno no lugar de Léo. Com as alterações, Luan foi para a zaga e Vitor Bueno formou o meio de campo ao lado de Daniel Alves. Isso foi o suficiente para o time melhorar a criação e marcar três vezes na Arena Fonte Nova. Luciano fez dois e Arboleda marcou o outro.

Cronologia do jogo

Luciano marcou o primeiro gol do São Paulo aos sete minutos do segundo tempo. Ele aproveitou falha da defesa após lateral de Reinaldo e fez de bicicleta. O segundo gol do São Paulo ocorreu aos 20 da etapa final. Reinaldo, mais uma vez, deu assistência. Arboleda foi o felizardo no lance. Aos 28, Luciano recebeu de Reinaldo e finalizou de canhota para deixar a sua marca pela segunda vez. Clayson, aos 35, fez o de honra do Bahia. Ele aproveitou cruzamento de Nino Paraíba para marcar.

Volpi faz boas defesas no primeiro tempo

Tiago Volpi voltou a brilhar com as cores do São Paulo. O goleiro evitou que finalizações de Rossi, Alesson e Ernando fossem parar no fundo da rede com boas defesas. O atleta tem sido fundamental no time de Diniz em 2020. No segundo tempo, porém, protagonizou um lance inusitado: uma bola veio alta em direção do gol e ele fez golpe de vista. A bola, porém, bateu no travessão e voltou ao jogo. O goleiro se recuperou.


FICHA TÉCNICA:

BAHIA x SÃO PAULO

Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 28 de novembro de 2020 (sábado)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes do VAR: Tiago Nascimento dos Santos (PE) e Luciano Roggenbaum (PR)

Cartão amarelo: Gabriel Sara, Daniel Alves (São Paulo)

Gol(s): Luciano, aos 7 minutos do 2º tempo (0-1); Arboleda, aos 20 minutos do 2º tempo (0-2); Luciano, aos 28 minutos do 2º tempo (0-3); Clayson, aos 35 minutos do 2º tempo (1-3)

BAHIA: Douglas; Edson, Ernando, Juninho e Matheus Bahia; Gregore, Elias (Nino Paraíba) e Ramon (Élber); Rossi (Clayson), Alesson (Saldanha) e Rodriguinho (Danielzinho). Técnico: Cláudio Prates.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Tchê Tchê), Arboleda, Léo (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Hernanes) e Igor Gomes (Rodrigo Nestor); Luciano (Pablo) e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

Futebol