PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Abel dedica vitória do Palmeiras a Ramires: "Redes sociais são uma droga"

Técnico Abel Ferreira dedicou vitória do Palmeiras a Ramires e saiu em defesa do experiente jogador - Heber Gomes/AGIF
Técnico Abel Ferreira dedicou vitória do Palmeiras a Ramires e saiu em defesa do experiente jogador Imagem: Heber Gomes/AGIF

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 19h55

Classificação e Jogos

A vitória do Palmeiras sobre o Athletico-PR por 3 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, teve um sabor especial para o elenco. Jogadores e comissão técnica a dedicaram ao volante Ramires, que chegou a um acordo com o clube na última sexta-feira (27) e rescindiu o contrato amigavelmente. Técnico da equipe, Abel Ferreira não entrou em maiores detalhes, mas citou o julgamento das redes sociais como algo negativo. Ao falar sobre o experiente jogador, ele disse estar "arrepiado", e rasgou elogios.

"Estou arrepiado (ao ser perguntado sobre o Ramires). Nós hoje prometemos que iríamos ganhar para o Ramires. Então, o jogo inteirinho é do Ramires. As redes sociais são uma droga. Julgamos as pessoas sem conhecermos. Ramires é um ser humano fantástico. Passou um momento ruim na sua carreira, mas desde a minha chegada, ajudou muito a nossa equipe, e só fez esses últimos jogos porque pedi. Eu ainda acreditava que este 'patinho feio' iria virar 'cisne', mas já era uma decisão tomada entre ele e o clube. Eu o respeito. Ele tem uma carreira absolutamente extraordinária, jogou em grandes clubes da Europa, seleção, títulos... O acordo que ele aceitou, é algo de homem. Eu o admiro como treinador", destacou à TV Palmeiras.

Autor de dois gols na partida, o atacante Rony foi outro que fez questão de lembrar de Ramires e demonstrar a importância do jogador para o elenco.

"Agradecer ao Ramires, que nos ajudou muito, mas infelizmente futebol é assim mesmo. Quero mandar um grande abraço para ele e dizer que a nossa equipe com certeza vai sentir muita falta dele", disse ao Esporte Interativo.

Ramires entrou em contato recentemente com a diretoria para discutir a possibilidade de rescindir o contrato, alegando motivos particulares. Desde então, as partes passaram a negociar e chegaram ao acordo na última sexta-feira (27). Ele ainda não tem definido qual será o próximo passo na carreira. Pessoas no clube também entendiam que a imagem de Ramires estava arranhada e o desempenho em campo não vinha sendo satisfatório. A conversa entre as partes foi considerada bastante amigável.

Há quase duas semanas, o jogador havia sido multado por ter ido a uma balada durante a pandemia e aparecer em vários registros sem máscara. Na época, ele pediu desculpas pelo ato e voltou a ser usado por Abel Ferreira. O treinador, inclusive, fez elogios ao camisa 18 na quarta (25), após o Palmeiras vencer o Delfín (EQU), por 3 a 1, fora de casa, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Titular diante dos 16 desfalques, Ramires foi chamado de patinho feio que iria virar cisne pelo comandante português. Não deu tempo. Dois dias depois, jogador e clube decidiram pelo fim do contrato, que era válido até 2023. Aos 33 anos de idade, o meio-campista se despede com 45 jogos disputados, um gol e o título paulista no currículo. Ele foi trazido quando Alexandre Mattos era o diretor de futebol, e Luiz Felipe Scolari o treinador — Felipão havia comandado o atleta na Seleção Brasileira.

A primeira temporada, contudo, foi cheia de problemas, por consequência de uma lesão no tendão do músculo adutor da coxa esquerda, que sofreu ainda Jiangsu Suning, da China. Foram apenas seis apresentações em 2019 com a camisa alviverde, além das 39 em 2020.

Palmeiras