PUBLICIDADE
Topo

Futebol

7 vezes que clubes brasileiros venderam jogador a preço de Black Friday

Jogador do Vasco em ação contra Kaká em duelo entre Vasco e São Paulo pelo Rio-SP de 2001 - Ernesto Rodrigues/Folha Imagem
Jogador do Vasco em ação contra Kaká em duelo entre Vasco e São Paulo pelo Rio-SP de 2001 Imagem: Ernesto Rodrigues/Folha Imagem

Do UOL, em São Paulo

27/11/2020 16h51

O tão esperado dia das compras a preços, em teoria, mais baratos chegou. A Black Friday no futebol, no entanto, não costuma agradar os torcedores dos times que vendem seus atletas a preço baixo no mercado da bola.

O UOL Esporte separou alguns casos em que clubes brasileiros venderam suas promessas por preços de Black Friday. Alguns deles, inclusive, foram vendidos pouco tempo depois por quantias astronômicas e a maioria passou pela seleção brasileira.

Os valores citados aqui no texto são baseados na época da venda e foram consultados no site Transfermarkt, especializado em transferências de jogadores. A lista está em ordem alfabética.

Adriano - do Flamengo para a Inter de Milão por 5 milhões de dólares (mais Vampeta)

Adriano Flamengo - Yves Herman/Reuters - Yves Herman/Reuters
Imagem: Yves Herman/Reuters

Em 2001, o Flamengo negociou a contratação do meia Vampeta, que pertencia à Inter de Milão, mas estava emprestado ao PSG, que ainda não era essa potência nem mesmo no futebol francês. Para isso, acertou que mandaria para o PSG o atacante Reinaldo e a Inter de Milão receberia o jovem promissor Adriano, que depois ganharia o apelido de Imperador.

Alisson - do Internacional para a Roma por 8 milhões de euros

alisson - Marinho Saldanha/UOL - Marinho Saldanha/UOL
Imagem: Marinho Saldanha/UOL

É verdade que Alisson não tinha o prestígio de hoje quando foi vendido pelo Inter para a Roma. O valor, para um goleiro, também não é dos piores. No entanto, Alisson depois seria revendido pela Roma para o Liverpool por 62,5 milhões de euros, além de manter por alguns anos a titularidade absoluta do gol da seleção brasileira.

Casemiro - do São Paulo para o Real Madrid por 6 milhões de euros

casemiro - Fernando Donasci/UOL - Fernando Donasci/UOL
Imagem: Fernando Donasci/UOL

Chamado muitas vezes de 'Casemarra' no São Paulo, o meia foi negociado com o Real Madrid por apenas 6 milhões de euros. Ele ainda seria emprestado ao Porto antes de virar titular absoluto do time espanhol e da seleção brasileira.

Kaká - do São Paulo para o Milan por 8,5 milhões de euros

Kaká - Caio Guatelli/Folhapress - Caio Guatelli/Folhapress
Imagem: Caio Guatelli/Folhapress

Destaque do São Paulo em 2001, Kaká foi convocado por Felipão para a Copa de 2002 e terminou campeão do mundo. No entanto, o time do Morumbi aceitou uma proposta de 8,5 milhões de euros do Milan pelo meia. Depois disso, Kaká foi eleito o melhor do mundo e ainda vendido ao Real por 67 milhões de euros.

Malcom - do Corinthians para o Bordeaux por 5 milhões de euros

malcom - Andre Yanckous/AGIF - Andre Yanckous/AGIF
Imagem: Andre Yanckous/AGIF

O jovem atacante pode não ser considerado um craque, mas tinha acabado de ser campeão brasileiro com o Corinthians quando foi negociado com o pequeno Bordeaux, da França, por apenas 5 milhões de euros. Acontece que depois Malcom foi negociado com o Barcelona por 41 milhões de euros e depois vendido ao Zenit por outros 40 milhões de euros.

Marquinhos - do Corinthians para a Roma por 5,7 milhões de euros

marquinhos - Ricardo Saibun/Santos FC - Ricardo Saibun/Santos FC
Imagem: Ricardo Saibun/Santos FC

Campeão da Libertadores com o Corinthians em 2012, o jovem Marquinhos foi pouco aproveitado por Tite, mas já era considerado uma promessa dentro do clube após uma boa Copa São Paulo. Sem espaço, foi emprestado e depois vendido para a Roma por apenas 5,7 milhões de euros. Alguns meses depois, foi vendido ao PSG por 31,40 milhões de euros e hoje é titular do clube e da seleção brasileira.

Philippe Coutinho - do Vasco para a Inter de Milão por 3,8 milhões de euros

coutinho - AFP PHOTO / GIUSEPPE CACACE - AFP PHOTO / GIUSEPPE CACACE
Imagem: AFP PHOTO / GIUSEPPE CACACE

Um dos maiores talentos da seleção brasileira de hoje, Philippe Coutinho foi vendido pelo Vasco ainda antes de completar 18 anos. A Inter de Milão pagou apenas 3,8 milhões de euros pelo meia e depois o vendeu ao Liverpool. De lá, ele foi negociado com o Barcelona por 145 milhões de euros e é titular da seleção brasileira.

Futebol