PUBLICIDADE
Topo

Santos

Cuca prepara volta ao Santos após Covid-19, lesão pulmonar e hepatite

Cuca, técnico do Santos, durante partida em agosto - Miguel Schincariol/Getty Images
Cuca, técnico do Santos, durante partida em agosto Imagem: Miguel Schincariol/Getty Images

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

26/11/2020 04h00

O técnico Cuca e a sua comissão técnica devem retornar ao CT Rei Pelé na tarde de hoje (26). Todos passarão por exames cardiológicos e pulmonares antes de serem liberados para voltar a orientar os treinos do Santos. O comandante contraiu a Covid-19 e teve lesões pulmonares e hepatite.

Cuca testou positivo para o coronavírus no último dia 7 e foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por precaução — o técnico chegou a fazer uma cirurgia no coração em 2018, quando se afastou temporariamente do futebol e deixou o Peixe.

No hospital, o técnico sofreu principalmente com intensas dores de cabeça e sentiu muito sono por conta da medicação. Ele também apresentou outros sintomas, como febre e aumento da pressão.

Cinco dias depois da internação, Cuca foi transferido para a Unidade Semi-Intensiva, após apresentar leves dificuldades respiratórias. Ele teve de lidar com uma pneumonia, considerada normal naquela fase da doença, e foi monitorado o tempo todo durante dois dias, quando apresentou melhora e retornou ao quarto no Sírio-Libanês.

Foram mais dois dias internado até que, no dia 16, Cuca recebeu alta e pôde ir para casa. Ele tratou as lesões pulmonares e a hepatite em casa, sendo monitorado à distância pelo Peixe. As orientações médicas foram de mais dez dias em repouso e afastado de suas atividades profissionais. O período acaba hoje.

No total, Cuca está afastado do Alvinegro praiano há 19 dias. O técnico enfrentou problemas familiares durante o período: esposa, filho, genro e sogros também foram contaminados com a Covid-19. O sogro do treinador faleceu no último domingo (22).

Sem Cuca no banco de reservas e a sua comissão técnica, o auxiliar Marcelo Fernandes comandou a equipe na vitória sobre o Internacional, derrota para o Athletico-PR — ambos jogos pelo Brasileirão — e triunfo diante da LDU, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores. O resultado diante dos equatorianos na altitude de Quito foi muito comemorado por toda a comissão técnica, que participou à distância da preparação.

Santos