PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Sálvio diz que VAR não poderia anular gol do SP após jogo ser reiniciado

Jogadores de São Paulo e Ceará discutem com o árbitro Wagner Magalhães - Kely Pereira/Kely Pereira/AGIF
Jogadores de São Paulo e Ceará discutem com o árbitro Wagner Magalhães Imagem: Kely Pereira/Kely Pereira/AGIF

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 21h53

Mais uma vez o uso do VAR causa polêmica em um jogo do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Depois de a CBF admitir erro contra o Atlético-MG, o time do Morumbi teve um gol anulado no empate por 1 a 1 com o Ceará na noite de hoje. E o caso pode ir além de apenas uma reclamação.

O lance aconteceu aos 12 minutos do segundo tempo. Reinaldo chuta a bola de fora da área, a bola desvia na defesa do Ceará e pega em Pablo, mas ele não domina, a bola sobra para Luciano, que chuta para a defesa do goleiro do Ceará. No rebote, Pablo faz o gol para o São Paulo.

O assistente marca o impedimento, mas o árbitro de vídeo entra em ação e valida o gol. Wagner Magalhães chega a autorizar o reinício do jogo e o Ceará dá a saída, mas o árbitro apita novamente, ouve o VAR e anula o gol.

Para o comentarista do Premiere, Sálvio Spínola, o jogo VAR atrapalhou a arbitragem. "O VAR atrapalhou porque o assistente marca impedimento e aí fica a confusão. Vale destacar, o gol é irregular, tem impedimento", disse o ao fim do jogo.

Durante a transmissão, Sálvio relembrou do caso que aconteceu no Brasileirão do ano passado, quando o Botafogo queria a anulação do jogo contra o Palmeiras por entender que um pênalti foi marcado após o árbitro autorizar o reinício.

"A gente pode lembrar do famoso jogo do ano passado entre Palmeiras e Botafogo, o lance do Deyverson que foi até para o tribunal, o tribunal julgou, e o árbitro argumentou que por ser cartão amarelo, como está na regra, ele não tinha apitado autorizando o reinício do jogo. No jogo de hoje, o Wagner Magalhães autorizou a saída da bola no meio do campo, confirmou o gol e a equipe do Ceará deu o tiro de saída. A bola se movimentou e entrou em jogo. O que diz a regra? O árbitro não pode voltar atrás de uma decisão técnica depois que o jogo reiniciou. O jogo reiniciou", disse Sálvio.

São Paulo