PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ricardo Rocha: Flamengo tem problemas seríssimos na defesa e não é de hoje

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 12h00

Classificação e Jogos

O Flamengo empatou com o Racing por 1 a 1 em Avellaneda, na Argentina, no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores e viu sua defesa ser muito criticada por parte dos torcedores pela atuação na qual ela cometeu erros e permitiu ataques perigosos do time treinado por Sebastian Beccacece, ex-auxiliar de Jorge Sampaoli.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com Luiza Oliveira, Renato Maurício Prado e Samir Carvalho —, Ricardo Rocha aponta falhas no posicionamento e na própria comunicação entre os zagueiros do Flamengo em algumas jogadas ofensivas do Racing e diz que Rogério Ceni precisará corrigir a parte defensiva para o segundo jogo, na próxima terça-feira, no Maracanã.

"Acho que o Flamengo tem problemas seríssimos na defesa e não é de hoje, o Rogério precisa se preocupar sim, a classificação não está definida, não, o Flamengo tem tomado muitos gols, é um jogo difícil, mesmo no Maracanã, não tem uma grande equipe o Racing, é uma equipe que luta bastante, eu conheço bem essas equipes argentinas, vão jogar por uma ou duas bolas, vão catimbar, e olha, o Flamengo precisa melhorar muito", diz Ricardo Rocha.

O ex-zagueiro cita uma finalização de Lisandro Lopez para o Racing durante o primeiro tempo para explicar onde tem errado a dupla de zagueiros do Flamengo, que não poderá ser repetida no próximo jogo devido à expulsão de Thuler, deixando Gustavo Henrique como provável parceiro de Léo Pereira.

"O que me espanta mais é o posicionamento da defesa em alguns lances, tem uma cabeçada no primeiro tempo do Lisandro Lopez que ele corre por trás da defesa, ali é falta de diálogo, você tem que chamar o zagueiro, eles estão olhando a bola, eles não estão acompanhando o jogador que faz esse movimento. E a bola estava muito longe, estava aberta na lateral, ali é diálogo, todo mundo ficou parado e ele deu uma cabeçada que o Diego fez uma defesa espetacular no primeiro tempo, aquilo é uma falha de posicionamento, eles estavam totalmente perdidos", diz Ricardo.

"O que eu noto é uma falta de confiança por parte da defesa do Flamengo e isso tem que parar, olha, esses jogadores não são maus jogadores, o Thuler era bom jogador, o Léo também, o Gustavo Henrique, são bons jogadores, mas não se acertaram, não estão bem, eles precisam melhorar, é um problema sério do Flamengo, seríssimo", completa.

O ex-jogador afirma que o favoritismo do Flamengo diminui com os problemas defensivos do time e também não aprova a escalação de Renê improvisado na lateral direita por Rogério Ceni no lugar de Isla, que foi desfalque de última hora, enquanto o jovem Matheuzinho ficou no banco.

"Como o Flamengo está jogando hoje, eu diria que ele não é tão favorito para todos os títulos que ele vai disputar, não é, o Flamengo tinha uma linha forte defensiva no seu meio-campo e no ataque e tem problemas seríssimos na sua defesa, se não melhorar, vai encontrar dificuldades, até desse próprio Racing, que não tem um grande time, não é o melhor time do futebol argentino", afirma Ricardo.

"Realmente é a dor de cabeça do Rogério e o que eu vejo é a falta de posicionamento dos jogadores, principalmente nas bolas paradas. Há um erro enorme, a falta de diálogo, eles precisam conversar entre eles, eu entraria com o Matheuzinho, eu acho que é arriscar muito colocar o Renê de lateral direito, já fez algumas vezes essa função, mas eu entraria com o Matheuzinho?, conclui.

O Fim de Papo volta a ser apresentado hoje, logo após a rodada com jogos do Palmeiras contra o Delfín e do Internacional contra o Boca Juniors, pela Libertadores, além de Corinthians contra o Coritiba, São Paulo diante do Ceará, e o líder Atlético-MG conta o Botafogo pelo Brasileirão.

Futebol