PUBLICIDADE
Topo

Santos

Número 'zicado', dez anos de Santos e jogos na A2: conheça o goleiro John

Goleiro John domina a bola em Santos e Athletico-PR - Geraldo Bubniak/Santos FC
Goleiro John domina a bola em Santos e Athletico-PR Imagem: Geraldo Bubniak/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

24/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Tente puxar pela memória: o que aconteceu de mais importante no clássico entre Santos e São Paulo, pela 10ª rodada do Brasileirão? Para o torcedor santista, sem dúvida não foi a consagração de Gabriel Sara, que marcou duas vezes. O gol de falta de Marinho, com falha de Volpi, também não é uma novidade em 2020. Ainda assim, um fato que passou despercebido pode ter sido decisivo para um jogador do Peixe: o goleiro John.

Foi no clássico que John usou pela primeira vez o número 31, deixando para trás a camisa 33 que utilizava antes. O que isso significa? Talvez nada, mas para o goleiro que será titular do Santos hoje (24), às 19h15, contra a LDU (EQU), na altitude de mais de 2,8 mil metros de Quito, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores, a mudança não foi ao acaso. Há dez anos no Peixe, John viu de perto outros jogadores utilizarem a numeração, e eles não saírem do banco de reservas.

Claro, a mudança não foi decisiva para que John tivesse oportunidades no time titular, mas para o goleiro de 24 anos não havia dúvidas na época: o número estava 'zicado'. O mesmo poderia ser dito da posição de goleiro do Santos na temporada. Ele começou como quinto goleiro, mas será titular naquele que é — até o momento — o jogo mais importante da temporada.

E o tempo verbal utilizado precisa ser esse mesmo: poderia. Com Vanderlei negociado com o Grêmio, Everson deixando o clube na Justiça — agora no Atlético-MG — e Vladimir se lesionando com 'fogo amigo' de Lucas Veríssimo, o mais normal seria que a posição sofresse após tantas baixas. Não aconteceu. Pelo contrário: João Paulo entrou e virou o titular, mas está afastado após ser diagnosticado com Covid-19. Agora, é John que está dando conta do recado.

O 'novo' camisa 31 é um dos jogadores mais antigos do atual elenco. Ele completa dez anos de Santos em janeiro de 2021 e, pelo tempo de casa, já exerce certa liderança dentro do elenco. Ele estreou pelo profissional em 2016, em amistoso contra o Benfica, depois só voltou a atuar nesta temporada: na vitória contra o Internacional — vencendo o prêmio de melhor em campo da transmissão da TV Globo — e na derrota para o Athletico-PR.

A maior experiência profissional de John ocorreu no ano passado, quando o goleiro esteve emprestado para a Portuguesa Santista na disputa da Série A2 do Paulistão. A 'Briosa' foi até as quartas de final e acabou eliminada pela Inter de Limeira — que conquistaria o acesso à primeira divisão. John foi titular nos 17 jogos da campanha, atuando quase no 'quintal de casa', já que o estádio Ulrico Mursa fica a duas quadras da Vila.

Será a primeira vez de John na altitude, mas o Peixe confia no jogador. Tanto é que rejeitou propostas para emprestar John a clubes da Série B do Brasileirão no início deste ano. O camisa 31, que tem cidadania italiana, é monitorado por clubes europeus desde as categorias de base, quando somou duas convocações para a seleção brasileira e disputou o Sul-Americano.

Hoje, na partida de ida das oitavas de final da Libertadores, John será titular com a camisa 24, já que a competição continental a princípio não permitia mais do que 30 inscritos e a regra vetava numeração maior do que 30.

FICHA TÉCNICA:

LDU x SANTOS

Competição: Copa Libertadores da América, ida das oitavas de final
Data: 24/11/2020 (terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: estádio Casablanca, em Quito, no Equador
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky e Julio Fernandez (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)

LDU: Gabbarini; Perlaza, Kunty Caicedo, Ordoñez e Cruz; Villarruel, Alcivar e Zunino; Billy Arce (Marcos Caicedo), Johan Julio e Cristian Martinez Borja. Técnico: Pablo Repetto

SANTOS: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Wagner Leonardo (Felipe Jonatan); Vinicius Balieiro (Alison), Diego Pituca e Felipe Jonatan (Jean Mota); Marinho, Soteldo e Kaio Jorge. Técnico interino: Marcelo Fernandes.

Santos