PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Bastidores: Palmeiras devolve R$ 6 mi à Crefisa após vender Bruno Henrique

Bruno Henrique deixou o Palmeiras e acertou com o Al-Ittihad - Bruno Ulivieri / Estadão Conteúdo
Bruno Henrique deixou o Palmeiras e acertou com o Al-Ittihad Imagem: Bruno Ulivieri / Estadão Conteúdo

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

24/11/2020 10h59

Classificação e Jogos

O Palmeiras devolveu R$ 6,6 milhões à Crefisa após vender Bruno Henrique ao Al-Ittihad, da Arábia Saudita. O jogador havia sido adquirido do Palermo (ITA) com verba da patrocinadora, em 2017 — 3 milhões de euros, equivalente a R$ 11 milhões na época.

A quantia será liquidada a partir do pagamento das outras parcelas pela equipe árabe, que irá desembolsar ao todo US$ 5 milhões (R$ 27 milhões).

Em agosto, o Verdão já tinha transferido R$ 8,3 milhões à empresa presidida por Leila Pereira, após receber pelas negociações de Dudu ao Al-Duhail (QAT), e Juninho ao Bahia.

O aporte para contratações feito pela patrocinadora tornou-se um empréstimo (com juros a partir da taxa de CDI) após uma notificação da Receita Federal. Depois disso, virou obrigatório o pagamento corrigido em até dois anos após a saída dos jogadores adquiridos dessa forma.

De acordo com dados do balanço de 2019, o valor total da dívida do Palmeiras com a Crefisa era de R$ 172 milhões. Depois dos valores devolvidos neste ano, a quantia está abaixo dos R$ 160 milhões.

Palmeiras