PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras fica de plantão médico a menos de 40h do embarque para o Equador

Abel Ferreira terá inúmeros problemas na Libertadores por causa de surto de Covid - Heber Gomes/AGIF
Abel Ferreira terá inúmeros problemas na Libertadores por causa de surto de Covid Imagem: Heber Gomes/AGIF

Do UOL, em São Paulo

23/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Depois de jogar no limite e perder para o lanterna Goiás no Brasileirão, o Palmeiras agora fica à espera de seu próximo plantão médico. Às portas do mata-mata da Libertadores, o técnico Abel Ferreira gostaria muito bem de se concentrar apenas no desenho tático do time. Mas o surto de covid-19 que atingiu o elenco é uma barreira considerável para seus planos. Por isso, ele e o torcedor palmeirense talvez prestem mais atenção, mesmo, nos exames que o elenco vai realizar hoje (23).

O boletim, que tende a ser divulgado amanhã (24), já pode ser considerado parte da decisão pelo torneio continental.

O Palmeiras vai enfrentar o Delfín, na quarta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), na partida de ida das oitavas de final. De acordo com o regulamento da competição, as delegações devem estar no mínimo 24 horas antes de a bola rolar no local da partida. Isto dá menos de 40 horas para o embarque. E, para entrar no Equador, todas as pessoas precisam apresentar um teste PCR negativo.

Em meio ao surto de Covid em seu elenco — no fim de semana, em Goiânia, o time teve mais de 20 desfalques —, o clube alviverde tem a esperança de ganhar alguns reforços após uma nova bateria de testes. Ao mesmo tempo, espera que nenhum jogador mais surja infectado. Veja a lista mais abaixo e os prazos estimados para cada volta.

Como revelou o blogueiro do UOL Esporte Danilo Lavieri, o Alviverde cogitou viajar em dois grupos distintos, com direito a um voo no avião de Leila Pereira, conselheira e dona da Crefisa, patrocinadora palmeirense. A questão é que o regulamento da competição, por conta da pandemia, pede que o grupo viaje unido.

Até o momento, o que se sabe é que Gabriel Menino e Luan, recuperados da doença e que já estiveram presentes no jogo do último sábado, estarão com a delegação no Equador. Além da dupla, Rony (atacante), Gabriel Silva (atacante) e Danilo (volante) já testaram negativo em menos de duas semanas do anúncio de que estavam infectados, participaram de atividade na Academia de Futebol ontem e devem reforçar a equipe na partida sul-americana.

As aparições de Rony e Gabriel Silva, aliás, trazem um pouco de alívio ao torcedor, que viu o ataque ficar em situação ainda pior depois de sábado, quando Luiz Adriano sentiu uma lesão e deixou o gramado de maca. Ele dificilmente terá condição para a Libertadores.

Levando em consideração o prazo de recuperação da primeira leva de infectados do grupo, pode ser que mais alguns nomes fiquem disponíveis até quarta-feira. Entre eles, o atacante Gabriel Veron e o lateral-esquerdo Matías Viña, diagnosticados com Covid-19 em 15 de novembro.

Gabriel Menino, por exemplo, levou dez dias para voltar ao time, contando a data em que testou positivo como o primeiro dia de quarentena. Ele soube que estava com a doença dia 12 e jogou no dia 21. Luan, diagnosticado com a doença no dia 10 deste mês, voltou dia 19 — também dez dias se considerarmos a data do exame positivo como dia 1.

Veron e Viña, caso sigam o padrão dos companheiros —algo que não é certo ou previsível —, poderiam ser liberados amanhã, dia do embarque. Além deles, o recém-chegado Alan Empereur, defensor, também espera o sinal verde.

Aqueles que testaram positivo para covid em 16 de novembro, cumpririam a 'cartilha' de dez dias somente na data do jogo. Isso faz com que a presença de jogadores como Scarpa e os goleiros Jailson e Vinicius seja improvável.

De todo modo, a situação faz de Abel Ferreira refém. O treinador destacou após a derrota para o Goiás que muitos dos recuperados não conseguem nem mesmo treinar antes de já ir aos jogos. "É outra novidade. Teremos que jogar com jogadores que não treinaram com a equipe. Não faço mágica. É difícil esperar que os jogadores deem o melhor de si sem treinar com os outros", afirmou o comandante.

Os 18 desfalques de Abel Ferreira para a Libertadores até o momento:

  • Felipe Melo: cirurgia no tornozelo esquerdo
  • Wesley: cirurgia no joelho esquerdo
  • Luan Silva: cirurgia no joelho esquerdo
  • Willian: covid-19
  • Aníbal: covid-19
  • Alan: covid-19
  • Raphael Veiga: covid-19
  • Viña: covid-19
  • Jailson: covid-19
  • Vinicius: covid-19
  • Alan Empereur: covid-19
  • Gustavo Scarpa: covid-19
  • Gabriel Veron: covid-19
  • Marino (sub-20): covid-19
  • Kuscevic: covid-19
  • Quiñonez (sub-20): covid-19
  • Pedro Acácio: covid-19
  • Breno Lopes: covid-19

Veja a expectativa de prazos mínimos para retorno:

  • Viña: 24 de novembro;
  • Gabriel Veron: 24 de novembro;
  • Alan Empereur: 24 de novembro;
  • Jailson: 25 de novembro;
  • Vinicius: 25 de novembro;
  • Gustavo Scarpa: 25 de novembro;
  • Marino (sub-20): 25 de novembro;
  • Pedro Acácio: 25 de novembro;
  • Kuscevic: 25 de novembro;
  • Quiñonez (sub-20): 25 de novembro;
  • Raphael Veiga: 29 de novembro;
  • Willian: 29 de novembro;
  • Aníbal: 29 de novembro;
  • Breno Lopes: 29 de novembro;
  • Alan: 29 de novembro.

Palmeiras