PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: "Virada sobre o River foi marcante até para quem odeia o Flamengo"

Do UOL, em São Paulo

23/11/2020 15h53

O torcedor do Flamengo comemora hoje 1 ano da conquista de seu segundo título da Libertadores, com a virada de 2 a 1 sobre o River Plate já nos acréscimos do jogo, na primeira vez em que a final da competição foi disputada em jogo único e em uma sede previamente escolhida, o Estádio Monumental de Lima.

No podcast Posse de Bola #76, Mauro Cezar Pereira comenta a repercussão da data em que se celebra a conquista do Flamengo e a forma como ela foi marcante para o torcedor rubro-negro e também para os de clubes rivais que, assim como os flamenguistas, não deverão esquecer da forma como o time comandado por Jorge Jesus conseguiu o título sul-americano, e que não teria o mesmo impacto se fosse uma goleada.

"De fato, acho que os torcedores preferem como foi do que 5 a 0, até porque 5 a 0 era uma experiência que os torcedores do Flamengo já tinham saboreado na fase anterior, contra o Grêmio, então 5 a 0 já não era novidade e aquela virada ao estilo Manchester United, lembrando a final de 1999 da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique, foi igualzinho, dois gols nos acréscimos praticamente, isso é muito raro em um jogo decisivo, em qualquer jogo é raro, um jogo decisivo mais ainda", diz Mauro Cezar.

"Realmente foi um momento muito marcante, um momento histórico, inclusive para quem não torce pelo Flamengo e que está com essa virada entalada na garganta até hoje. Não todos, claro, existem os torcedores que são mais apaixonados pelos seus clubes, mas amam os seus clubes antes de detestar um outro, mas tem muita gente que primeiro detesta um clube para depois gostar do seu e esses estão até hoje com esse negócio engasgado na garganta e assim continuará pela eternidade talvez", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol