PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Desfalcado, Vasco segura empate e freia sequência de vitórias do São Paulo

Do UOL, em São Paulo

22/11/2020 18h01

Classificação e Jogos

Sem alguns titulares infectados com Covid-19, o Vasco não teve força máxima na tarde de hoje (22), mas conseguiu se fechar e conter o ímpeto do São Paulo no Morumbi. Desta forma, a partida da 22ª rodada do Campeonato Brasileiro terminou empatada por 1 a 1, com gols de Germán Cano e Luciano. O resultado freia a sequência de seis vitórias consecutivas do Tricolor até este domingo.

Com o resultado, o São Paulo chega a 37 pontos e desperdiça a chance de colar nos líderes. Ainda assim, permanece em terceiro e com três jogos pendentes do primeiro turno, que começarão a ser pagos a partir de quarta-feira (25). O Vasco chega a 24 pontos, na 16ª colocação — como Botafogo e Atlético-GO ainda jogam, pode terminar a rodada na zona do rebaixamento.

Eliminado da Libertadores, o São Paulo faz um de seus jogos atrasados do Brasileirão na próxima quarta. O clube enfrenta o Ceará, às 19h15, no Castelão, em partida válida pela 16ª rodada. O Gigante da Colina vai à Argentina para as oitavas de final da Sul-Americana, contra o Defensa y Justicia. O duelo de ida é quinta (26), às 21h30.

Jovem goleiro do Vasco se destaca

Escalado na meta vascaína já que Fernando Miguel está afastado com Covid-19, Lucão respondeu bem e se destacou. O goleiro de 19 anos fez boas defesas, principalmente no segundo tempo — como uma com o pé em que parou Brenner —, e manteve sua equipe no jogo. A confiança não baixou nem depois que precisou de atendimento, no começo da etapa final, alegando mal-estar e tontura.

Os piores: Juanfran e Jadson

Pelo lado são-paulino, o lateral direito Juanfran teve tarde para esquecer. Lento e pouco participativo no ataque, o espanhol levou broncas de Daniel Alves por não se apresentar ao jogo antes de sair no intervalo. Diniz escolheu Tchê Tchê pois o Vasco colocava velocidade nos contra-ataques. Já do lado carioca da história, a nota ruim ficou por conta de Jadson. O zagueiro cochilou atrás, demorou para afastar uma bola e entregou o gol de empate aos mandantes. Àquela altura, o Cruz-maltino segurava o rival e controlava bem a partida.

São Paulo esbarra em própria lentidão

É verdade que o Vasco armou um paredão para segurar o São Paulo no Morumbi, mas a equipe treinada por Diniz não esteve em suas melhores tardes. Foi lenta e presa fácil no primeiro tempo, e melhorou — não o suficiente para vencer — com as entradas de Tchê Tchê e Vitor Bueno no intervalo. Dani Alves e Gabriel Sara, em partida sem muito brilho, complicaram a criação dos paulistas.

Vasco se defende e explora contra-ataque

Sem Fernando Miguel, Werley, Talles Magno, Benitez, Tiago Reis, Ulisses, Fellipe Bastos, Carlinhos e Ribamar, que testaram positivo para Covid-19, e Léo Matos, suspenso, o time do Vasco fez muito bem o que planejou Sá Pinto para este domingo. Fechou-se atrás, com três zagueiros e um meio-campo compacto, e partiu em contra-ataque. Levou bastante perigo na velocidade pelo fato de o rival se expor bastante na criação ofensiva.

SPFC faz homenagem ao Dia da Consciência Negra

O São Paulo entrou em campo hoje com seus jogadores trajando camisas com homenagens ao Dia da Consciência Negra, que foi comemorado na última sexta-feira (20). Os uniformes tiveram nomes de personalidades que marcaram e marcam a luta antirracista, como Elza Soares, Grande Otelo, Pixinguinha, Machado de Assis e Zumbi dos Palmares.

Cronologia do jogo

O Vasco se defendia e partia em contra-ataque até que em uma saída rápida conseguiu abrir o placar. Gustavo Torres deu passe longo para Germán Cano, que ficou cara a cara com Volpi e finalizou para o gol aos 18 minutos. Com dificuldade para furar o bloqueio vascaíno, o São Paulo encontrou o empate quando apertou. Sara aproveitou cochilada de Jadson e a bola sobrou limpa para Luciano. O atacante bateu de primeira, aos 33 minutos, e igualou.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 1 VASCO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 22 de novembro de 2020, domingo
Horário: 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: Kléber Lúcio Gil e Éder Alexandre
VAR: Emerson de Almeida Ferreira
Cartões amarelos: Brenner e Hernanes (São Paulo); Jadson, Yago Pikachu, Lucas Santos e Andrey (Vasco)

GOLS: Germán Cano, aos 18', e Luciano, aos 33 minutos do primeiro tempo.

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Juanfran (Tchê Tchê), Bruno Alves, Léo (Hernanes), Reinaldo; Luan (Vitor Bueno), Dani Alves, Gabriel Sara, Igor Gomes (Pablo); Luciano e Brenner (Trellez). Técnico: Fernando Diniz.

VASCO
Lucão; Miranda, Jadson, Ricardo Graça; Yago Pikachu, Marcos Júnior, Leonardo Gil (Andrey), Henrique (Neto Borges); Vinícius (Lucas Santos), Gustavo Torres (Juninho) e Germán Cano (Ygor Catatau). Técnico: Ricardo Sá Pinto.