PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Corinthians x Grêmio já foi teste decisivo para Luan em seu melhor ano

Luan teve jogo fundamental contra o Corinthians quando defendia o Grêmio - Marcello Zambrana/Agif
Luan teve jogo fundamental contra o Corinthians quando defendia o Grêmio Imagem: Marcello Zambrana/Agif

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

22/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Há três anos, Corinthians e Grêmio jogaram, em São Paulo, uma partida que teve caráter decisivo para Luan. O atual camisa 7 do alvinegro se recuperava de lesão na coxa e estava em reta final de tratamento para voltar a jogar de olho na semifinal da Copa Libertadores. Luan jogou, mas os dias e horas que antecederam a partida foram de apreensão e muita conversa.

Aos 27 anos, Luan ainda tenta deslanchar no Corinthians pelo Brasileirão 2020. No Grêmio, saiu como ídolo.

Em 2017, Luan era o cara do time de Renato Gaúcho. Por isso, a lesão muscular contraída durante treino em agosto caiu como uma bomba no dia a dia do Grêmio. O clube estava entrando na reta final da Libertadores e dependia muito do camisa 7.

Luan ficou fora de ação entre 23 de agosto a 20 de setembro, quando entrou nos segundos finais da vitória diante do Botafogo em Porto Alegre. Pisou em campo para ganhar confiança e contra a ideia inicial do clube. Tanto que levou quase um mês para jogar de novo. Sim, tudo isso, em 18 de outubro.

Durante as quatro semanas sem atuar, Luan era assunto nos bastidores. Todo o dia, médicos, dirigentes e Renato conversavam sobre o estado do meia-atacante. A recuperação da lesão muscular não avançava como o esperado. Chegou a haver temor por mais tempo fora. O Grêmio corria para ter o camisa 7 diante do Barcelona de Guayaquil e decidiu que o jogo com o Corinthians era data-limite para ter o jogador de volta.

Luan chegou a São Paulo disposto a jogar, mas precisou conversar Renato e os médicos. No hotel, garantiu que tinha condições. Relatou não estar mais com dores e recebeu aval. Jogou por 75 minutos em Itaquera sem maiores destaques. O 0 a 0 no placar pouco importou.

O vestiário gremista depois daquele jogo tinha sensação de alívio. Luan jogou, não se lesionou e nem sentiu dores. Na partida seguinte, contra o Palmeiras, atuou mais tempo e embalou para os jogos com o Barcelona-EQU. Fora de casa, ele marcou dois dos três gols do time.

Na decisão contra o Lanús-ARG, fez golaço e confirmou o título em pleno solo argentino. Ao final da temporada, até foi apontado como o "Rei da América".

E tudo passou por um jogo em São Paulo, contra o Corinthians.

Grêmio