PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Como o técnico Ramón Díaz acompanha dia a dia do Botafogo mesmo de longe

Técnico Ramón Díaz conversa com elenco do Botafogo - Gabriel Baron/Botafogo
Técnico Ramón Díaz conversa com elenco do Botafogo Imagem: Gabriel Baron/Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

21/11/2020 04h00

Apesar de ainda não estar atuante no dia a dia com o elenco do Botafogo, o técnico argentino Ramón Díaz tem participado diretamente do trabalho do grupo alvinegro. E, nesta fase, a tecnologia tem sido uma aliada do comandante, que se recupera de uma cirurgia.

Enquanto Ramón não embarca de volta ao Brasil, Emiliano Díaz, filho e auxiliar dele, é quem vem dando as ordens. O pai acompanha os treinamentos e jogos por meio de vídeos e relatórios que recebe e dá o seu diagnóstico em conversas com a comissão técnica por chamadas de vídeo.

"Passamos a ele todos os treinamentos e partidas, temos vídeo-chamadas constantemente. Ele está em casa, tranquilo, mas a informação é constante, ele vê os treinos e as partidas e nos dá seu ponto de vista. Faz anos que trabalhamos juntos, já nos conhecemos, sei o que Ramón quer e pretende. Esperamos que se recupere e venha o mais rápido possível", disse Emiliano, em recente entrevista à BotafogoTV.

Ramón, que foi apresentado no último dia 10, ainda não estreou à beira do gramado. Ele esteve no Nilton Santos para uma conversa com o elenco, concedeu uma entrevista coletiva, e voltou para a Argentina, onde foi submetido ao procedimento médico.

Emiliano, por sua vez, sempre que pode, ressalta que há a intenção de adotar um novo estilo de jogo, com mais intensidade. Após a derrota para o Red Bull Bragantino, na estreia da nova comissão, chegou a citar a "mentalidade Ramón" para denominar como espera que a equipe atue daqui para frente.

O argentino é o quarto técnico do Botafogo na temporada — ele assumiu após Alberto Valentim, Paulo Autuori e Bruno Lazaroni — e foi um nome bastante festejado pela torcida. A chegada, inclusive, aconteceu em meio a uma crise e, ao menos em um primeiro momento, conseguiu aliviar um pouco a pressão sobre o time.

Sem reforços

Logo que chegou, Ramón indicou a vontade de contar com mais um volante no elenco, fazendo a diretoria mudar um pouco os rumos no mercado. Jonas, ex-Flamengo, esteve na mira e com conversas adiantadas, mas a cúpula não avançou por temer problemas na inscrição do jogador.

Jonas rescindiu o contrato de forma unilateral com o Al Ittihad, da Arábia Saudita — devido a atrasos nos pagamentos —, e há a possibilidade de um imbróglio nos bastidores. Diante desse cenário, as conversas ainda não foram à frente como imaginado.

Na reta final, o Alvinegro ainda fez avaliações e consultas atrás de mais um nome para fechar o elenco, mas não obteve sucesso.

Botafogo