PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro tropeça mais uma vez em casa e apenas empata com o Figueirense

Cruzeiro apenas empata com o Figueirense e estaciona na parte inferior da tabela na Série B - Bruno Haddad/Cruzeiro
Cruzeiro apenas empata com o Figueirense e estaciona na parte inferior da tabela na Série B Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

20/11/2020 23h26

Classificação e Jogos

Pela segunda rodada consecutiva, e jogando no Mineirão, o Cruzeiro não conseguiu vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de empatar com o Guarani, agora foi a vez de a Raposa tropeçar no Figueirense, ao ficar no 1 a 1 com o time catarinense, na noite de hoje (20), pela 22ª rodada. Os gols do jogo foram marcados por Léo Artur para os visitantes, para depois Airton buscar o empate.

O Cruzeiro teve 11 dias para trabalhar, já que o calendário deu brechas, mas mesmo assim o time celeste não conseguiu mostrar em campo a efetividade que o torcedor esperava. O resultado foi muito ruim, assim como o futebol apresentado pela equipe de Felipão, que não consegue engatar uma sequência de vitórias e estaciona próximo à zona de rebaixamento.

A equipe estrelada com o empate fica com 25 pontos na 15ª colocação. O Figueirense com 20 na 18ª posição.

Depois de longos dias sem jogos, agora, contando a partida com o Figueirense, a Raposa vai encarar uma sequência dura de compromissos. Serão mais oito jogos em quase um mês.

A próxima partida do Cruzeiro será contra a líder Chapecoense, time que embalou e está com dez pontos a mais do que o segundo colocado, o Sampaio Corrêa (47 a 37). O Figueira enfrenta o Sampaio Corrêa no Orlando Scarpelli.

Camisa consciente

Os jogadores do Cruzeiro entraram em campo usando camisas com frases preconceituosas riscadas, fruto de uma ação no dia da Consciência Negra. A iniciativa foi idealizada pelo clube em parceria com Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

Estavam riscados no uniforme dos jogadores termos como "serviço de preto", "nega maluca", "denegrir", "criado mudo", "lista negra", "coisa de preto", "da cor do pecado" e "a coisa tá preta".

A ação recebeu inúmeros elogios nas redes sociais.

Quem foi bem: Airton e Léo Artur

Depois da chegada de Felipão o futebol do atacante cruzeirense "apareceu". Já são quatro gols na Série B, estatística superior a de todos os jogadores do setor ofensivo do elenco azul, inclusive Marcelo Moreno, que, em tese, deveria ser o "homem gol" da Raposa.

Léo Artur marcou um golaço e abriu o placar após contra-ataque fulminante. Com quatro toques na bola contando toda a jogada ofensiva o Figueirense chegou ao seu primeiro gol.

Quem foi mal: Patrick Brey

Disparado o pior em campo levando em conta Cruzeiro e Figueirense. O lateral-esquerdo não apoiou o ataque e na defesa "levou baile" e dribles desconcertantes dos meias e atacantes do Figueirense.

Caras novas

A noite de hoje marcou a reestreia do atacante Rafael Sóbis pelo Cruzeiro. Em campo, o jogador atuou até os oito minutos do segundo tempo, quando deu lugar a Arthur Caíke, e teve atuação regular, sem tanto destaque.

Pelo lado do Figueirense o técnico Jorginho, que substituiu Elano, trabalhou pela primeira vez no banco de reservas do time de Santa Catarina.

Cronologia do jogo

Aos 11 minutos do primeiro tempo, em um contra-ataque de almanaque, Bruno Michel lançou Léo Artur, que recebeu o lançamento em profundidade, arrancou em direção à área cruzeirense e encobriu o goleiro Fábio: 1 a 0.

Aos 35 minutos o Cruzeiro chegou ao empate. Airton, um dos destaques da Raposa com Felipão, recebeu na intermediária pela esquerda, carregou para o meio, e chutou colocado, de fora da área. A bola ainda bateu na trave antes e morrer no fundo das redes de Sidão: 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 1 FIGUEIRENSE

Motivo: 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 20 de novembro de 2020 (sexta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e José Carlos O. dos Santos (ambos da BA)
Gols: Léo Artur (11' 1ºT) e Airton (35' 1ºT)
Cartão amarelo: Jadson, Jadsom (CRU); Matheus Neris, Thiaguinho (FIG)
Cartão vermelho:

CRUZEIRO: Fábio; Cáceres, Manoel, Cacá e Patrick Brey (Matheus Pereira); Ramon (Jadson), Jadsom; Régis (Welinton) e Rafael Sóbis (Arthur Caíke); Airton e Marcelo Moreno (Thiago). Técnico: Felipão.

FIGUEIRENSE: Sidão; Thiaguinho, Guilherme Teixeira, Vitor Mendes e Renan Luís; Matheus Neris (Elyeser), Patrick (Jhonatan), Léo Artur e Bruno Michel (Everton Santos); Diego Gonçalves (Gabriel Barbosa) e Lucas Barcelos (Marquinho). Técnico: Jorginho.

Cruzeiro