PUBLICIDADE
Topo

Santos

Como votarão os candidatos à presidência do Santos no impeachment de Peres

José Carlos Peres, presidente do Santos - Ivan Storti/Santos FC
José Carlos Peres, presidente do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

20/11/2020 04h00

José Carlos Peres, presidente afastado do Santos, terá seu futuro definido neste domingo (22). Os associados do clube votam para definir se aprovam ou não o impeachment do mandatário, processo que foi aberto após parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância e votação no Conselho Deliberativo no fim de setembro.

Peres já escapou de um processo de impeachment no primeiro ano de sua gestão, em 2018, quando os sócios do Peixe votaram pela continuidade do dirigente no cargo. Na época, o procedimento foi diferente e o mandatário não ficou afastado do clube durante o processo — como ocorre agora.

O UOL Esporte procurou os candidatos à presidência do Santos, em eleição marcada para 12 de dezembro, e questionou como eles irão votar na assembleia geral de sócios deste domingo. Entre as respostas que chegaram até a reportagem houve unanimidade: todos são a favor do impeachment.

Andrés Rueda

"Em enquete realizada em nosso aplicativo, 95% dos usuários se declararam a favor do impeachment. Com isso, mais uma vez implementamos a proposta de nossa chapa de ouvir o sócio e o torcedor santista já durante a campanha.

Durante os dois anos e nove meses em que esteve à frente do Santos FC, a gestão Peres foi marcada pelo desrespeito ao Estatuto Social do clube, pela falta de transparência com o associado e pelo não cumprimento de acordos financeiros, o que quase nos levou a uma inédita perda de pontos no Campeonato Brasileiro. A lista de contratações não pagas por Peres é extensa: Felipe Aguilar, Yeferson Soteldo e Christian Cueva são exemplos de casos levados à Fifa. Tais atos de gestão temerária foram responsáveis pelo desgaste da imagem do Santos FC e pela perda de credibilidade do clube no mercado."

Daniel Curi

"Votarei pelo impeachment. É impossível alguém em sã consciência desejar o retorno de José Carlos Peres, após tudo que já foi mostrado que ele fez no clube."

Esmeraldo Tarquínio

"Em relação ao meu posicionamento quanto à assembleia do dia 22/11, que decidirá o futuro de José Carlos Peres, cabe relembrar que eu fui o autor de um dos pedidos de impedimento dele em 2018. A minha posição não mudou. Muito ao contrário: a minha convicção se consolidou pelo que vem acontecendo com o Santos nesses dois anos. Os associados, que em 2018 tiveram uma compreensão diversa do nosso pedido, puderam ver e perceber o estrago feito nesse período. Sendo assim, o meu voto será pelo seu afastamento definitivo."

Fernando Silva

"Votarei pelo impeachment, a favor da saída do Peres. Ele nunca teve condições de gerir o Santos. Uma pena o clube ter passado por suas mãos."

Milton Teixeira Filho

"Sou favorável ao impeachment, assim como fui da primeira vez. Deixar claro que alguns candidatos votaram contra o impeachment em outra oportunidade. Sou a favor diante das inúmeras irregularidades cometidas pelo presidente durante a gestão, não só estatutárias e regimentais, ele colocou interesses dele à frente dos interesses do clube e também praticou atos de gestão temerária. É em razão dessas atitudes que o Santos se encontra nesse caos e nesse abismo. Para o bem do Santos FC, nós votaremos para que ele seja afastado de forma definitiva"

Ricardo Agostinho

"Uma administração com dois péssimos gestores. Um já saiu, vai ser ratificado no domingo, e o outro sai em 31 de dezembro. Enfim, que o Santos consiga sobreviver até lá."

Rodrigo Marino

"Votarei a favor do impeachment. Fui a favor no conselho, fui a favor no primeiro impeachment e serei a favor dia 22 também. Não podemos ter à frente do nosso amado clube uma pessoa que contratou atletas e não pagou, deixou o clube ser acionado pela FIFA, usou cartão de crédito corporativo em benefício próprio..."

Santos