PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2020

Prefeitura de SP e CBF marcam reunião pelo fim de aglomerações de torcidas

Ontem (18), centenas de torcedores do São Paulo se aglomeraram do lado de fora do Estádio do Morumbi - Reprodução
Ontem (18), centenas de torcedores do São Paulo se aglomeraram do lado de fora do Estádio do Morumbi Imagem: Reprodução

Arthur Sandes e Flávio Latif

Do UOL, em São Paulo

19/11/2020 19h39

Classificação e Jogos

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) acionou a CBF e a Federação Paulista de Futebol (FPF) na tarde de hoje (19), na tentativa de evitar que torcedores voltem a se aglomerar nos arredores dos estádios da capital paulista. Segundo o UOL Esporte apurou, haverá na semana que vem uma reunião com representantes das entidades esportivas, clubes e torcidas organizadas para tratar do assunto.

Por meio da SMS-SP, a Prefeitura de São Paulo enviou ofício à CBF e à FPF hoje, pedindo que as entidades "amplifiquem as orientações" para "sensibilizar os clubes e suas torcidas organizadas quanto ao risco" de aglomerações como a de são-paulinos na noite de ontem (18), nos arredores do Estádio do Morumbi durante São Paulo x Flamengo. O ofício ainda cita o artigo 14 do Estatuto do Torcedor, que diz que "a responsabilidade pela segurança do torcedor em evento esportivo é da entidade de prática desportiva detentora do mando de jogo e de seus dirigentes" —no caso de ontem, do São Paulo.

O ofício enviado à FPF e CBF aponta a aglomeração como "descuido" e alerta que "os efeitos serão sentidos até após 14 dias, quando passado o período de incubação e os participantes iniciarem os sintomas. Muitos podem ser assintomáticos e, também, transmitirem a doença. Outros que não estavam no evento serão infectados, e assim segue a cadeia de transmissão que pode, inclusive, atingir pessoas de risco como idosos e pessoas com comorbidades".

O texto é assinado pelo coordenador de Vigilância em Saúde da SMS-SP, Luiz Artur Vieira Caldeira, e lembra que "São Paulo se encontra ainda em fase pandêmica para covid-19, sendo que as orientações técnicas e protocolos sanitários devem ser rigidamente seguidos para contenção da transmissibilidade".

Ontem, centenas de são-paulinos se juntarem no lado de fora do Morumbi para acompanhar o confronto contra o Flamengo, pela Copa do Brasil —o Tricolor venceu por 3 a 0 e se classificou. Em entrevista ao UOL Esporte na ocasião, o secretário de Saúde da capital paulista, Edson Aparecido, classificou a aglomeração como "absurda".

Um dos trechos do ofício enviado pela Prefeitura à CBF e à FPF lista as orientações para a contenção da transmissão do coronavírus, "não participar de aglomerações; utilizar máscara durante todo o tempo que estiver fora de casa; manter distância de 1,5m entre as pessoas, mesmo que estejam com máscara; lavar as mãos com frequência ou utilizar álcool em gel". A aglomeração do lado de fora do Morumbi, ontem, desrespeitou ao menos três das quatro recomendações.

A cidade de São Paulo vive novo aumento de casos de covid-19. Nesta semana, um levantamento da Fundação Seade —que é por onde o Governo do Estado acompanha as tendências da pandemia— apontou que em novembro há um aumento de 29,5% das internações por causa da doença em relação ao mês passado.

Encontro foi convocado via redes sociais

O evento nos arredores do Morumbi foi convocado no final da tarde de terça-feira (17), pela Torcida Independente, a maior organizada do São Paulo. Nas redes sociais, o perfil da torcida prometia distribuir 5 mil frascos de álcool em gel e só permitir a presença de quem usasse máscaras. Nas fotos e vídeos que circulam na internet, porém, a maioria das pessoas presentes aparece sem proteção sobre o nariz e a boca.

Nas entrelinhas, a publicação da torcida ainda sugeria que o sistema de som do Morumbi fosse desligado durante o jogo, para que os gritos do lado de fora fossem ouvidos dentro do estádio. No entanto, o sistema foi mantido, como virou comum em partidas sem torcida durante esta pandemia.

Oficialmente o São Paulo não se pronunciou sobre a aglomeração na praça em frente a seu estádio. Em suas próprias publicações, porém, evitou mostrar cenas dos torcedores que estavam do lado de fora do Morumbi: a chegada do ônibus foi filmada em quadro fechado, sem mostrar o entorno.

Recentemente o técnico Fernando Diniz falou em entrevista coletiva que a preocupação com o coronavírus não deve estar restrita aos jogadores. "Na retomada do futebol, a sociedade como um todo tinha mais cuidados. Temos que retomar estes cuidados, porque a pandemia está aí e não podemos vacilar", afirmou na ocasião. Ontem, porém, depois da vitória ele foi até um dos portões do Morumbi para comemorar o resultado junto aos torcedores.

Não é a primeira vez que há aglomeração do lado de fora de um estádio nesta pandemia. Na semana passada, no mesmo confronto entre São Paulo e Flamengo mas daquela vez no Rio de Janeiro, centenas de flamenguistas se aglomeraram antes de a bola rolar no Maracanã. Antes disso, em setembro, corintianos protestaram na parte externa da Neo Química Arena após uma derrota em dérbi.