PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Lindoso revela provocação de adversário e lamenta confusão no fim do jogo

Confusão entre jogadores de América-MG e Internacional na Copa do Brasil - Reprodução/SporTV
Confusão entre jogadores de América-MG e Internacional na Copa do Brasil Imagem: Reprodução/SporTV

Do UOL, em Porto Alegre

19/11/2020 01h05

Classificação e Jogos

Rodrigo Lindoso pediu para se manifestar depois da eliminação do Inter na Copa do Brasil. O volante contou que a confusão que tomou o gramado do Independência partiu de uma provocação feita por um adversário e se desculpou pelas imagens.

Lindoso era o mais revoltado quando o problema começou, após Uendel errar o pênalti derradeiro. O volante, inclusive, tentou entrar no vestiário do adversário e trocou empurrões com oponentes.

"Quando nosso jogador perdeu o pênalti, eu fui caminhando até ele para dar apoio, como sempre fazemos. E um atleta eles, acho que Alexandre, virou pra mim, bem frontal para mim, e falou umas gracinhas, deu tchau. Vocês sabem que ficamos com os nervos à flor da pele. Há brigas normais e discussões no campo, já tive várias experiência de ganhar e perder nos pênaltis, mas nunca fiz nada para provocar adversário. Não teve atleta nosso provocando, o que teve foi isso que aconteceu com este atleta para mim", contou.

"Eu quero pedir desculpas, me retratar. Fui o primeiro a correr em direção a eles. Pedi para nossos assessores para falar. Nós, jogadores, somos referências e ninguém quer ver aquilo. O público, quem gosta de mim, ninguém quer ver aquela situação", completou.

O técnico Abel Braga também se manifestou e cobrou o atleta Alexandre, do América-MG, pelos momentos do fim do jogo.

"O Alexandre não tem que provocar. Ficamos do lado de fora muito tempo sem poder entrar na sala de conferências, fomos um digno perdedor, e o vencedor tem que ser também. Evitar essas provocações que não levam a lugar algum", comentou.

Lindoso ainda citou o técnico Lisca como um dos profissionais que fez provocações.

"Tenho amigos no América-MG de ter jogado junto. Mas não falei com ninguém, ficamos com o sangue fervendo. Teve provocações do treinador deles. Não é porque o Inter não sabe perder, ou que perdeu e foi arrumar confusão. Foi uma coisa minha, que recebi provocação, e o América-MG tem que ter respeito com a instituição Inter. O Alexandre e o treinador deles nos provocaram, bem diretamente", completou o volante.

O Inter está eliminado da Copa do Brasil e no domingo encara o Fluminense pelo Brasileiro.

Internacional