PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Ex-diretor do Barcelona revela detalhes da negociação com PSG e Neymar

Barcelona ficou a 20 milhões de euros de repatriar o brasileiro, de acordo com o ex-vice-presidente de futebol do clube catalão - AFP PHOTO / PAU BARRENA
Barcelona ficou a 20 milhões de euros de repatriar o brasileiro, de acordo com o ex-vice-presidente de futebol do clube catalão Imagem: AFP PHOTO / PAU BARRENA

Do UOL, em São Paulo

17/11/2020 08h47

O ex-vice-presidente de esportes do Barcelona, Javier Bordas, revelou detalhes da operação envolvendo o clube catalão, PSG e Neymar para o retorno (frustrado) do atacante à Catalunha em 2019.

Convidado do programa "El Partidazo", da Cadena COPE, o antigo diretor disse que faltou pouco para que o brasileiro fosse repatriado ao clube espanhol.

"Oferecemos ao PSG 110 milhões de euros (atualmente R$ 708 milhões) mais Todibo, Rakitic e o empréstimo de Dembélé", revelou Bordas, que divulgou ainda a contraproposta dos franceses.

"O PSG queria 130 milhões de euros (atualmente R$ 836 milhões), Todibo, Rakitic e o empréstimo de Dembélé. Neymar estava a 20 milhões de euros de voltar."

Bordas ainda disse que o pai de Neymar seria o responsável por desembolsar a quantia restante para finalizar a transferência, mas que isso não chegou a ser realizado.

Barcelona tentou Mbappé

O dirigente, por fim, ainda disse que o clube catalão investiu na contratação de Mbappé logo depois de perder Neymar para o PSG, em 2017.

"Tentamos contratar, junto, Mbappé e Dembélé. O Mbappé estava entusiasmado para vir para o Barça quando Neymar saiu", afirmou. O negócio, no entanto, também não deu certo.

Barcelona