PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Ex-vice de Ricardo Guimarães e Nélio Brant tenta ser presidente do Galo

Sérgio Coelho e José Murilo Procópio oficializam candidatura à presidência do Galo - Geraldo Goulart Neto/Divulgação
Sérgio Coelho e José Murilo Procópio oficializam candidatura à presidência do Galo Imagem: Geraldo Goulart Neto/Divulgação

Guilherme Piu

do UOL, em Belo Horizonte

13/11/2020 13h23

Classificação e Jogos

Como era previsto o empresário Sérgio Coelho oficializou sua candidatura à presidência do Atlético-MG e terá como vice o advogado José Murilo Procópio na chapa "Galo Sempre Forte". A oficialização da entrada da dupla no pleito eleitoral atleticano, marcado para o dia 11 de dezembro, aconteceu na manhã de hoje (13).

Coelho e Procópio, que oficializaram candidatura, mas ainda não inscreveram chapa, devem ser os primeiros - e talvez podem ser os únicos - inscritos para concorrer aos cargos máximos no Atlético-MG. E a confirmação do nome dos dois, que já era esperada nos bastidores do clube, aconteceu horas após o atual presidente Sérgio Sette Câmara informar que estava fora da corrida eleitoral no clube.

O plano de governo de Sérgio Coelho e José Murilo Procópio é baseado em quatro pilares: time competitivo, Reestruturação financeira e administrativa do Galo, inauguração da Arena MRV e "forte investimento" nas categorias de base.

"Somos um grupo que assumiremos juntos, e com firme propósito de implementar uma governança transparente e de resultados", diz.

Coelho e Procópio têm o apoio dos investidores que estão "com o poder da caneta" no Atlético-MG: Rafael e Rubens Menin, da Construtora MRV, Ricardo Guimarães, dono do Banco BMG, e Renato Salvador, dono da rede hospitalar Mater Dei.

Esses investidores já aportaram algo em torno de R$ 200 milhões no Atlético-MG, em contratações de reforços e, também, investimentos no departamento de futebol, como a chegada do técnico Jorge Sampaoli, por exemplo.

Além disso, os "quatro R" — Rubens, Rafael, Ricardo e Renato - têm participação efetiva também na construção da Arena MRV, futura casa do Galo, que tem inauguração prevista para 2022 e expectativa de acelerar a arrecadação atleticana em um futuro próximo.

"Vamos trabalhar para fazer uma gestão assertiva e que aglutine as pessoas", disse Sérgio Coelho.

Essa aglutinação será importante. É que os bastidores do Atlético-MG estão divididos em duas alas, os apoiadores do ex-presidente Alexandre Kalil, atual prefeito de Belo Horizonte, e dos aliados de Sette Câmara e dos "4 erres".

Quem é Sérgio Coelho?

Empresário, Sérgio Coelho tem 60 anos. Formado em administração, atua como gestor há 34 anos. Durante oito anos exerceu cargo de vice-presidente no Atlético-MG, entre 1998 e 2001, quando Nélio Brant era o mandatário, e entre 2001 e 2006, na gestão de Ricardo Guimarães.

Esteve à frente do projeto gestor atleticano no vice-campeonato brasileiro de 1999 e participou do início da concepção da Cidade do Galo, centro de treinamento do clube, eleito nos últimos anos como o melhor CT do Brasil.

Atlético-MG