PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Muriel revela 'campanha' por volta de camisa rosa: 'Não tenho superstição'

Com Muriel de uniforme rosa, Fluminense não perdeu nenhum jogo em outubro - Lucas Merçon/Fluminense FC
Com Muriel de uniforme rosa, Fluminense não perdeu nenhum jogo em outubro Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/11/2020 15h21

Classificação e Jogos

A boa fase do Fluminense no mês de outubro teve uma coincidência: Muriel usava uma camisa rosa, em campanha de conscientização sobre o câncer de mama. Terminada a ação de marketing e virada a folha no calendário, o goleiro voltou a usar cinza, e o time foi derrotado pela primeira vez após oito jogos. Em coletiva nesta tarde no CT Carlos Castilho, ele revelou que muita gente no clube torce pela volta do uniforme.

"Bastante gente já me falou isso. Até mesmo alguns aqui no clube torcem. Eu não tenho superstição (risos). Fizeram uma campanha para eu continuar jogando de rosa, mas acho que esse momento bom foi fruto do nosso trabalho, de toda nossa dedicação. Qualquer que seja a camisa que eu estiver jogando, a cor, eu vou dar o meu máximo para honra o escudo do Fluminense", declarou.

Muriel também comentou sobre o fim da invencibilidade e projetou o próximo jogo, no sábado, às 21h30, contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Para o goleiro, o pensamento precisa ser de jogo a jogo, sem se fixar nas fases boas e nas partidas ruins no Campeonato Brasileiro.

"Estamos cientes que não fizemos um bom jogo [na derrota para o Grêmio]. Viemos de uma belíssima sequência, enfrentamos adversários diretos. Hoje, temos uma conversa com Odair, para saber o que melhorar. Ao meu ver não conseguimos manter o controle da partida. O ponto positivo que a gente tem na nossa campanha é muita luta. Pegamos esse jogo como aprendizado. É corrigir o que fizemos errado para colocar em prática no próximo jogo para que a gente saia vencedor", declarou.

Adversário na 21ª rodada, o Alviverde terá 10 desfalques: Weverton, Gabriel Menino, Gustavo Gómez e Viña estão com suas seleções; Felipe Melo, Wesley e Luan Silva se recuperam de cirurgias; Esteves faz recondicionamento físico, Luiz Adriano está com sobrecarga muscular e Luan está com Covid-19. Mas o goleiro do Flu ainda vê o rival com muita força para o confronto:

"Acredito que a vantagem não passa por isso. Todos passam por isso, tem um desfalque, até mais do que um. O Palmeiras tem um excelente plante, vem de excelentes resultados. Já tivemos desfalques também em outras partidas, mas conseguimos manter o alto nível. Temos que ficar atentos, eles estão com um novo técnico. Temos que estar atentos para não sermos surpreendidos e conseguirmos fazer um grande jogo", opinou.

A sequência difícil no início do returno também foi tema de perguntas, e Muriel repetiu o discurso de sempre no Fluminense: não há jogo fácil no Brasileirão.

"A gente sabe da dificuldade, são adversários qualificados. O primeiro turno teve um período de bastante dificuldade. Jogos muito parelhos. Acredito que o segundo turno vai ficar ainda mais acirrado, vai se desenhando os objetivos. É focar cada jogo como uma decisão, ainda mais contra o Palmeiras, é um adversário direto. Estar atento a cada detalhe e buscar pontuar em todos os jogos, até fora de casa", declarou.

Confira a íntegra da coletiva de Muriel na FluTV:

Fluminense