PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Quatro pontos que explicam o domínio do Atlético-MG sobre o Flamengo

Do UOL, em Belo Horizonte

09/11/2020 04h00

O Atlético-MG se recuperou muito bem dos últimos tropeços e ganhou uma injeção de ânimo com a goleada de 4 a 0 contra o Flamengo, na noite de ontem (8). E para cada gol alvinegro é possível separar um destaque positivo que o Galo teve dentro de campo e que influenciou diretamente na vitória convincente diante de um concorrente ao título do Brasileirão. Lembrando que, no primeiro turno, ot ime de Jorge Sampaoli já havia derrotado o de Domènec Torrent por 1 a 0, no Maracanã.

1 - Olá, pontaria

Antes do jogo, a principal preocupação do atleticano era com o pé descalibrado dos jogadores. Nos quatro jogos anteriores, o Galo finalizou por quase 80 vezes, mas só marcou em duas oportunidades. Dessa vez, o time de Sampaoli foi cirúrgico, convertendo quatro dos cinco chutes a gol.

2 - Sasha disse a que veio

Além disso, a participação de Sasha também merece um capítulo a parte: as decisões acertadas de Jorge Sampaoli e do auxiliar Jorge Desio. Na partida anterior, Sasha tinha ficado no banco, enquanto Marrony pegou a titularidade. Dessa vez, Sasha voltou a começar a partida, mostrou muito oportunismo e marcou seus dois gols, dando fim ao jejum de cinco jogos de seca. No segundo tempo, Jorge Desio também acertou ao promover a entrada de Zaracho, autor do gol que fechou a conta da partida.

3 - Trio na defesa parou o ex-melhor ataque

Não bastasse o sistema ofensivo funcionando, o Atlético também conseguiu ser muito sólido na defesa contra o agora segundo melhor ataque da competição (atrás do próprio Galo). A explicação para isso passa pela escalação com três zagueiros: Réver, Alonso e Igor Rabelo. Este último é o reserva imediato da dupla, mas reforçou o setor e terminou como um dos melhores em campo. Apesar de alguns sustos com o poderoso ataque rubro-negro, a zaga atleticana se comportou muito bem durante todos os 90 minutos e saiu de campo zerada, o que aconteceu pouquíssimas vezes no primeiro turno.

4 - Time ligado o tempo inteiro

Por último, a concentração do Atlético do início ao fim também teve peso importante na vitória. No início, a seriedade do time foi essencial para promover a blitz e abrir 2 a 0 no placar, algo que não estava acontecendo com frequência. Nos últimos jogos, o Atlético demorava para "entrar" nos jogos ou voltava relaxado demais, sofrendo na etapa final. Desta vez, isso não ocorreu em hora alguma. Mesmo com os 4 a 0, o time ainda terminou a partida reclamando de um pênalti e com chances reais de fazer o quinto gol no Mineirão.

Agora, o Atlético sobe na tabela e volta a colar no líder Internacional, que tem 36 pontos. Com 35, o Galo terá mais uma semana cheia para trabalhar antes da partida contra o Corinthians, em São Paulo, no próximo sábado.

Atlético-MG