PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Cebola vê evolução em passagem como interino: "Subi o sarrafo do Palmeiras"

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

02/11/2020 20h14

Andrey Lopes, o Cebola, comandou o Palmeiras de forma interina em cinco partidas até a chegada do português Abel Ferreira à Academia de Futebol. Em que pese o revés na primeira partida, obteve quatro vitórias seguidas e melhorou os resultados em relação ao trabalho de Vanderlei Luxemburgo.

Após o triunfo por 3 a 0 sobre o Atlético-MG, na tarde de hoje (2), o auxiliar da comissão fixa do Palmeiras admitiu que "subiu o sarrafo da equipe" com a sua passagem no decorrer da temporada:

"Subi o sarrafo do Palmeiras, porque o Palmeiras tem que estar lá em cima, quem treinar o Palmeiras tem que estar lá em cima, o Palmeiras sempre tem que lutar por título, sempre tem que estar nas primeiras colocações. Tomara que o sarrafo suba mais ainda com o Abel. A gente jogou três competições sob o meu comando, Brasileiro, Copa do Brasil. O Palmeiras tem que ser campeão", afirmou Andrey Lopes.

Antes de Cebola trabalhar como técnico interino, o Palmeiras vinha de três derrotas seguidas sob a batuta de Vanderlei Luxemburgo. A equipe perdeu para Botafogo, São Paulo e Coritiba. Com os tropeços, o antigo comandante foi demitido, e a diretoria passou a procurar um substituto.

"A equipe não vinha num momento bom, vinha de alguns reveses. Eu estou no Palmeiras há três anos, conheço os atletas, a gente sempre pede tempo para os treinadores. Eu tenho tempo com os atletas do Palmeiras, três anos com os atletas. Quando a gente foi para a estratégia do jogo contra o Fortaleza, eu já tinha o conhecimento do que poderia ser feito. Eu conheço os atletas, sei como cada um gosta de jogar. Por isso, o auxiliar tem esse conhecimento. Ele facilita essa engrenagem. Os atletas compraram a ideia do jogo, e aí teve uma evolução, claro que teve uma evolução", declarou Cebola.

Palmeiras