PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Flu quebra série invicta do Fortaleza e fecha 1º turno no G4 do Brasileirão

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/10/2020 22h55

Classificação e Jogos

O Fluminense derrotou o Fortaleza por 1 a 0, hoje (31), pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Em um jogo poucas oportunidades ofensivas criadas, o time carioca aproveitou um erro da defesa cearense, conquistou o segundo triunfo consecutivo e quebrou uma invencibilidade de 12 partidas dos cearenses. Wellington Silva fez o gol do triunfo.

Com o resultado, o Fluminense se garante em quarto lugar até o desfecho da 19ª rodada e atinge o objetivo de terminar o primeiro turno no G-4. A equipe tricolor soma 32 pontos e está ao lado do Atlético-MG -o líder é o Internacional, com 35. O São Paulo está cinco pontos atrás, em quinto lugar, e no momento tem quatro partidas a menos na tabela de classificação em relação ao Tricolor carioca.

Já o Fortaleza se mantém em oitavo lugar, com 24 pontos, e está a três do G-6. O time de Rogério Ceni, que acabou de ser eliminado pelo São Paulo na Copa do Brasil, perdeu a chance de dormir na zona de classificação para a Libertadores.

Yago se multiplica e é melhor em campo

Novidade no time de Odair Hellmann para o jogo, Yago voltou de lesão com a missão difícil de substituir Dodi, um dos melhores jogadores do Fluminense em 2020. E o camisa 20 não só retornou bem como foi o melhor em campo no Castelão. Incansável, o meia se multiplicou em todos os setores, fez seis desarmes, ganhou dez dos 15 duelos que teve e acertou 90% dos passes. Destaque na vitória fora de casa.

Caio Paulista tenta, mas erra muito e é 1º sacado

O Fluminense não teve atuação inspirada no Castelão. Do meio para a frenete, a equipe foi burocrática e criou pouco. Apesar de ter tentado bastante enquanto esteve em campo, Caio Paulista errou a maioria dos lances e, se foi voluntarioso, mostrou que está um pouco abaixo dos seus companheiros tecnicamente. Mantido por Odair Hellmann no time titular, o camisa 70 foi o pior do Flu e acabou substituído por Wellington Silva.

Desfalques cariocas

O técnico Odair Hellmann teve trabalho para escalar o Fluminense, pois perdeu três importantes jogadores após a vitória sobre o Santos por 3 a 1. O volante Dodi e o centroavante Fred estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Nenê ficou fora por causa de uma lesão muscular.

Tricolores não perdem

O Fluminense não sabe o que é derrota há algum tempo. A equipe de Odair Hellmann está invicta há oito partidas — três empates e cinco vitórias. O último revés do Tricolor aconteceu no dia 20 de setembro, contra o Sport, na Ilha do Retiro.

Fim da invencibilidade cearense

O Fortaleza deu adeus à maior invencibilidade da Série A. A equipe de Rogério Ceni não perdia há 12 partidas -10 delas pelo Brasileirão. A última derrota havia acontecido no dia 5 de setembro para o Flamengo no Maracanã. Depois disso, o time cearense venceu quatro vezes e empatou seis pelo Nacional. E ainda obteve mais duas igualdades pela Copa do Brasil -foi eliminado pelo São Paulo nos pênaltis.

Expulsão polêmica

O Fluminense ficou com um a mais em campo por mais de 30 minutos. O zagueiro Roger Carvalho, do Fortaleza, foi expulso aos 12 minutos do segundo tempo por uma falta em Felippe Cardoso. Em uma bola recuada da lateral esquerda para Felipe Alves, Roger Carvalho derrubou o centroavante, que correu para interceptar o passe. O árbitro Marielson Alves Silva considerou que era uma jogada com perigo de gol e aplicou o cartão vermelho.

Cronologia

O primeiro tempo chegou a provocar sonolência de tão pouca criatividade de ambos os times. O Fortaleza assustou só em uma jogada de bola parada no terceiro minuto, com Muriel afastando o perigo após cabeceio de Gabriel Dias. Já o Fluminense deu mais trabalho ao goleiro adversário. Michel Araujo, aos 10min, obrigou Felipe Alves a fazer boa defesa em um cabeceio.

Aos 14 minutos, primeira boa chance do Flu, bola roubada no meio campo. Caio Paulista arranca pelo meio e aciona Ganso, que chuta da entrada da área para fácil defesa de Felipe Alves. O Fluminense só voltou a criar perigo aos 42min em um chute da entrada da área de Hudson. Mas Felipe Alves fez bem a defesa em dois tempos no meio do gol.

Na etapa final, a situação não mudou muito. Com a expulsão de Roger Carvalho aos 12 minutos, o Fortaleza não ofereceu grande perigo. O Fluminense, por sua vez, foi persistente. Teve uma boa chance aos 28 minutos, com Luccas Claro desviando um cruzamento de Danilo Barcelos para fora. Dois minutos depois, porém, o Fluminense aproveitou uma falha do lado direito da defesa do Fortaleza para marcar. Após bate-e-rebate, Wellington Silva ficou com a bola dentro da área e tentou cruzar. A bola desviou em Gabriel Dias e entrou no canto direito do goleiro Felipe Alves.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 0 x 1 FLUMINENSE

Motivo: 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 31 de outubro de 2020, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Cleriston Clay Barretos Rios (SE)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Yuri César, Marlon (Fortaleza); Igor Julião (Fluminense)
Cartões vermelhos: Roger Carvalho (Fortaleza)

Gols: Wellington Silva, aos 30 minutos do segundo tempo

FORTALEZA: Felipe Alves, Gabriel Dias, Jackson, Roger Carvalho, Carlinhos; Felipe, Juninho, Ronald (Tinga); Romarinho (Marlon), Yuri César (Osvaldo), David. Técnico: Rogério Ceni

FLUMINENSE: Muriel, Igor Julião, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Hudson (Yuri), Yago, Ganso e Michel Araújo (Marcos Paulo); Caio Paulista (Wellington Silva) e Felippe Cardoso (Lucca). Técnico: Odair Hellmann

Futebol