PUBLICIDADE
Topo

Santos

Rollo alerta para nova punição na Fifa por Cueva; entenda os dois processos

Cueva cabeceia bola durante treino do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Cueva cabeceia bola durante treino do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

30/10/2020 15h19

O presidente em exercício do Santos, Orlando Rollo, falou hoje sobre uma possível nova punição ao Peixe na Fifa pela dívida com o Krasnodar (RUS) pela contratação do peruano Christian Cueva, em 2019. O caso é complexo e envolve duas ações na entidade máxima do futebol.

O primeiro é do Krasnodar contra o Santos pela dívida. O Peixe prometeu pagar três parcelas anuais de 2,3 milhões de dólares (R$ 13 milhões na cotação atual) com início em 2020 e vencimento no mês de março, mas não pagou. Meses antes do vencimento da parcela, uma outra ação já tinha entrado na Fifa: o Santos contra o atleta peruano por quebra de contrato.

Cueva sumiu do CT Rei Pelé, não compareceu a treinos e, sem avisar ao clube com o qual tinha contrato, se apresentou no Pachuca (MEX) alegando atraso salarial para romper o vínculo com o Peixe. O Santos acionou a Fifa no caso e denunciou os mexicanos como solidários ao atleta. A entidade reconheceu o direito do clube brasileiro em pedir indenização ao Pachuca, mas o processo ainda tramita.

O Peixe sabe que o Krasnodar (RUS) irá vencer a ação contra o clube, afinal o Santos acordou pagamento e não honrou o compromisso, mas recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS, sigla em inglês), e ganhou tempo antes da possibilidade da nova punição.

Diretores santistas acreditam que a indenização que deverá ser paga pelo Pachuca ao Santos irá compensar o valor que o clube precisa acertar com o Krasnodar. O argumento da ação contra o jogador e o Pachuca é utilizado na defesa do processo movido pelo Krasnodar.

Confira o que disse Orlando Rollo na entrevista de hoje:

"A gente apaga um incêndio por hora. Cada hora é uma bomba atômica diferente. Atrasamos a coletiva marcada para 12h pois estávamos resolvendo problema do Cueva no jurídico. Vem aí mais uma punição na Fifa. Santos está condenado. Nosso jurídico suspendeu temporariamente a decisão. Problema vai estourar a qualquer momento. Sempre aparece outro problema."

"Os processos, quando chegam na Fifa, evoluem de acordo com a punição. A partir do momento que existe a obrigação da Fifa para efetuar pagamento, se o clube não o faz vêm as penalidades. Perda de seis pontos, queda de divisão, proibição de jogar competições internacionais. Evoluem com o tempo e as janelas. Nosso jurídico conseguiu temporariamente suspender essa decisão de maneira habilidosa. Processo não terminou, mas a punição é iminente no futuro. Cueva não deveria ter vindo, negociação catastrófica. Mandamos Bruno Henrique por valor inferior ao do Cueva. Quem entende de futebol sabe que isso não deveria ser feito. Foi uma negociação desastrada que vai ocasionar mais um processo violento contra o clube."

Santos