PUBLICIDADE
Topo

Internacional

O dono do time: Galhardo participou de 66% dos gols do Inter no Brasileiro

Thiago Galhardo fez 15 gols e deu cinco assistências neste Brasileirão - Ricardo Duarte/Inter
Thiago Galhardo fez 15 gols e deu cinco assistências neste Brasileirão Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

30/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

Thiago Galhardo é o 'dono do time' no Internacional. Artilheiro do Campeonato Brasileiro, o atacante tem participação direta em 66,6% dos gols do líder do torneio. De volta e descansado, o jogador de 31 anos tem por objetivo manter a boa fase, que por consequência deixará o time de Eduardo Coudet mais perto de seguir no topo.

Os números são impressionantes. Galhardo tem 15 gols e mais cinco assistências no campeonato. Ou seja, participou diretamente de 20 gols anotados pelo Colorado.

Ao todo, o Internacional marcou 30 vezes na competição, o que coloca o atacante como responsável por 66,6% dos feitos. Sozinho, Galhardo tem o mesmo número de gols que todo time do Coritiba, dois a mais do que o Athletico Paranaense e só um a menos que o Fortaleza.

Elogios fora de campo

E não é apenas balançando a rede que Galhardo chama atenção. Nos bastidores do Inter há um respeito muito grande por tudo que ele construiu. Contratado sem grande investimento, após rescindir com Ceará, o atleta ganhou espaço com trabalho de campo a vaga na equipe.

Desde os primeiros dias, ainda distante da titularidade, Thiago dizia que queria aprender. De cara, confidenciou que é fã de Paolo Guerrero e D'Alessandro e jamais desrespeitou a hierarquia que existia no clube. Quando teve chance, tentou mostrar em campo que merecia novas oportunidades.

E foi o que aconteceu. Até a lesão de Guerrero, que não atuará mais nesta temporada, Galhardo alternava sequências como titular e momentos no banco. Mas depois da saída do peruano, enfileirou uma série impressionante. Foram 18 jogos e 15 gols, contando todas as competições.

Permanência de olho na seleção e novo contrato

Galhardo reconhece que o ambiente o ajuda no grande momento, e quer prorrogar isso o máximo possível. Por esta razão, virou as costas para as sondagens de clubes do exterior apresentadas na última semana. Pretende permanecer no Inter ao menos até a próxima temporada.

O objetivo a curto prazo é a seleção brasileira. Seguindo na fase impressionante, o jogador não esconde que mira a lista do técnico Tite e crê que a boa observação do futebol nacional — aliada a campanha feita pelo Inter — possam o ajudar a vestir pela primeira vez a camisa amarela.

Enquanto isso, o estafe dele e a direção do Internacional debatem uma renovação de contrato. Com vínculo até o fim do ano que vem, Galhardo pode estender permanência até o fim de 2022 ou 2023 — o período ainda está em debate. Desta forma, ganharia valorização salarial e definiria uma multa rescisória condizente com o que o mercado pode enxergar nele a partir daqui.

Amanhã (31), após descansar e recuperar-se do desgaste muscular que evitou até presença no banco de reservas contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil, Galhardo estará de volta ao ataque do Inter no jogo contra o Corinthians. O compromisso da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro vale manter a liderança e, quem sabe, impressionar o técnico Tite para estar mais perto da seleção.

Internacional