PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Felipe Melo evita falar no técnico Abel Ferreira e brinca com "Cebolismo"

Do UOL, em São Paulo

29/10/2020 21h20

Classificação e Jogos

Felipe Melo fez elogios ao técnico interino do Palmeiras, Andrey Lopes. Com três vitórias e uma derrota na sequência desde a demissão de Vanderlei Luxemburgo, o Verdão hoje (29) bateu o Red Bull Bragantino por 3 a 1, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, fora de casa.

Usado novamente no meio-campo, o capitão alviverde foi perguntado depois da partida sobre a chegada iminente do técnico português Abel Ferreira. Por não ter ocorrido um anúncio, o camisa 30 preferiu desconversar e valorizar o "Cebolismo", termo bem-humorado usado pela torcida nas redes sociais pelo bom momento com Andrey Lopes, apelidado de Cebola.

"Já fechou (com o treinador)? É complicado falar, estamos com o Cebola, vemos nas redes sociais o pessoal falando no Cebolismo. Ele é um profissional nota 10, que está demonstrando seu valor. É um funcionário do Palmeiras, que a gente comprou o trabalho, como compramos do professor Vanderlei (Luxemburgo) que deu seus frutos, conquistamos um título que não vencíamos há muito tempo", comentou.

"Feliz com a atuação do grupo, tivemos um primeiro tempo de mais jogo de futebol, com mais posse e nos defendemos no segundo. Tivemos um erro no fim, mas poderíamos ter feito o quarto, quinto gol. Estamos melhorando em mata-mata. Foi assim no Paulista, está sendo no início da Copa do Brasil. Agradecemos a Deus e ao grupo para conquistar grandes coisas", completou.

Questionado sobre a readaptação ao meio-campo depois de jogar a temporada inteira como zagueiro, Felipe disse que estava receoso.

"Você procura se posicionar bem na zaga, e no meio tem um encaixe para marcar e ter a saída rápida. Eu sabia que ia ter dificuldade, mas a experiência ajuda a encurtar espaços. Em vez de caçar, você encurta e de repente consegue interceptar a bola. Pude ajudar, fiz bem, não tinha dúvida de que ia fazer um bom jogo", concluiu.

Depois do resultado fora de casa, o Palmeiras pode perder por um gol de diferença na semana que vem (5), no Allianz Parque — o gol como visitante não é critério de desempate. Portanto, se o Bragantino vencer por dois gols na volta, independente do placar, a decisão do confronto irá para os pênaltis.

Palmeiras