PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Edmílson vê Neymar melhor que Messi e CR7, mas sem 'equilíbrio emocional'

Edmílson, ex-jogador do Barcelona e da seleção brasileira - Luciano Santoliv
Edmílson, ex-jogador do Barcelona e da seleção brasileira Imagem: Luciano Santoliv

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 10h27

Pentacampeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, Edmílson declarou que Neymar tem potencial para ser o melhor jogador do mundo por muitos anos, superando, inclusive, Messi e Cristiano Ronaldo, que dominaram as premiações individuais na última década. No entanto, o ex-jogador do Barcelona entende que Neymar não chegou ao mesmo patamar de seus colegas por não ter equilíbrio emocional.

Edmílson ponderou que o comportamento de Neymar prejudica a imagem de outros atletas brasileiros para o mercado mundial. Na opinião do ex-jogador, a conduta do atacante do PSG faz com que os jogadores do país sejam vistos como talentosos, mas sem uma boa ética profissional, de modo geral.

"Nós temos que pensar em formar jogadores diferenciados para o mercado brasileiro. Temos formado atletas ruins para o mercado nacional e europeu. O Brasil tem perdido o respeito no cenário mundial em todos os setores, dentro ou fora de campo - como comportamento. Nosso maior ídolo hoje, a raiz do futebol brasileiro, o Neymar é um craque dentro de campo, mas aquilo que o Renê Simões disse lá atrás se concretiza. Ele toma atitudes dentro de campo e prejudica a imagem do atleta brasileiro. Lamentavelmente. O Neymar é um craque, fora de série", opinou Edmílson em entrevista ao site da ESPN Brasil.

"Não existe hoje no mercado mundial um jogador com um repertório tão grande de dribles, improviso, enfrentamento, como ele. Mas ele não é completo. Ele poderia jogar dez anos como melhor do mundo com os pés nas costas. É superior até ao Messi e ao Cristiano Ronaldo, mas ele não tem equilíbrio educacional como profissional do futebol", acrescentou.

Ontem, Neymar deixou o campo lesionado na vitória do PSG sobre o Istanbul Basaksehir (TUR) por 2 a 0, pela segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa.

O time francês é o segundo colocado do Grupo H, com três pontos. Manchester United, com seis pontos, RB Leipzig (ALE), também com três, e Istanbul Basaksehir, que ainda não pontuou, completam a chave.

Esporte