PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Desempenho do Atlético-MG despenca quase 50% em um mês; Inter e Fla evoluem

Técnicos estrangeiros comandam os três primeiros colocados da Série A  - Ricardo Duarte, Alexandre Vidal, Bruno Cantini
Técnicos estrangeiros comandam os três primeiros colocados da Série A Imagem: Ricardo Duarte, Alexandre Vidal, Bruno Cantini

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

29/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O mês de outubro foi terrível para o Atlético-MG, que perdeu a liderança e caiu duas posições na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Galo viu seus adversários diretos, Internacional e Flamengo, abrirem diferença na pontuação e dentre os motivos que explicam a queda de produção atleticana na reta final do primeiro turno um desses está no ataque, como mostrou o UOL Esporte.

A queda de desempenho atleticano se mostra nos números ofensivos e na estatística de uma forma geral. Em 30 dias, a equipe dirigida pelo treinador argentino Jorge Sampaoli saiu de um aproveitamento de 83% para apenas 44% - 39 pontos percentuais, ou cerca de 47%.

No mês de setembro, o aproveitamento alcançado pelo Atlético-MG foi tão bom que o time atingiu a liderança e chegou a abrir cinco pontos de distância para o segundo colocado. Mas tudo isso ruiu no mês seguinte.

Enquanto o Galo teve queda vertiginosa em seu aproveitamento, o Internacional mais do que dobrou o seu rendimento, saindo de seis pontos somados em setembro para 14 em outubro, mais do que o dobro. A somatória de pontos do Colorado aumentou em 45 pontos percentuais.

Comparando o Atlético-MG ao Flamengo a diferença de desempenho entre as duas equipes foi pequena no mês passado - 83% x 78%. Mas em outubro a disparidade ficou muito grande.

O Fla conseguiu evoluir em um ponto - 13 em setembro para 14 em outubro. O que representou 6% no aumento do desempenho em 30 dias.

O Galo saiu de 83% para 44%, já que conquistou 15 pontos em setembro, mas somou apenas oito em outubro. Mesmo assim, o lateral direito atleticano Guga mantém o discurso de "excelente campanha" do Atlético-MG no Brasileirão.

"Normal (as críticas), ainda mais aqui no futebol brasileiro. A gente faz excelente campanha, só dependemos de nós mesmos para voltar à liderança. O peso da mídia, de todo mundo, é como se tivesse tudo errado, parece que a gente perdeu a chance de ser campeão. A gente ainda tem um turno inteiro para disputar. E só dependemos de nós. Não tem nada errado. A gente tem que saber lidar com isso", analisou Guga

A equipe de Sampaoli tem 32 pontos, contra 35 de Inter e Flamengo, líder e vice-líder, respectivamente. O Galo tem um jogo a menos, pois não jogou na sexta rodada contra o Atlético-GO por causa das finais do Campeonato Mineiro.

Números dos três primeiros colocados

INTERNACIONAL

Setembro (seis pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 33%

Outubro (14 pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 78%

FLAMENGO

Setembro (13 pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 72%

Outubro (14 pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 78%

ATLÉTICO-MG

Setembro (15 pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 83%

Outubro (oito pontos em seis jogos)
Aproveitamento: 44%

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado anteriormente, o desempenho do Atlético-MG caiu quase 50% em um mês, e não quase 40%. O erro foi corrigido.

Atlético-MG