PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

No cofre e no campo: Corinthians sofre impacto com Arena vazia na pandemia

Neo Química Arena antes do duelo entre Corinthians x Atlético-GO pelo Brasileirão 2020 - Ettore Chiereguini/AGIF
Neo Química Arena antes do duelo entre Corinthians x Atlético-GO pelo Brasileirão 2020 Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

28/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Corinthians voltará a atuar hoje (28) em seu estádio na mesma realidade dos últimos três meses: sem torcida e na busca do reencontro com seus melhores dias na Neo Química Arena. O adversário é o América-MG, em jogo válido pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A bola rola a partir das 21h30 (horário de Brasília).

No último duelo no estádio de Itaquera, o Corinthians sofreu sua pior derrota em sua casa, com um 5 a 1 para o Flamengo, pelo Brasileirão. O jogo se tornou emblemático em meio às condições atuais. Com a Neo Química Arena vazia, o clube perde força no campo e também sofre impacto nas finanças.

No campo, sem o apoio do torcedor em Itaquera, o aproveitamento desabou de 62% obtidos nos primeiros 199 jogos no local, sempre com arquibancadas cheias, para 50% nas 12 partidas disputadas durante a pandemia.

No Brasileirão, a situação se agrava ainda mais: o time só conquistou 42% dos pontos disputados, com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas em oito partidas.

Do ponto de vista financeiro, as perdas são tão impactantes quantos os resultados esportivos. Nos primeiros 199 jogos, o Corinthians arrecadou, em média, R$ 1,8 milhão por jogo, com lucro de R$ 1,1 milhão por duelo. A média de público atingiu 32,3 mil.

Como atuou 12 vezes no estádio vazio, o Corinthians deixou de arrecadar aproximadamente R$ 21 milhões. Nos jogos do Brasileirão, o clube ainda teve de desembolsar R$ 412 mil para os custos dos jogos.

Diante das dificuldades, a Copa do Brasil se torna ainda mais atrativa ao Corinthians. Primeiro, pela premiação. O campeão da competição receberá R$ 54 milhões. A vaga nas quartas de final, por sua vez, vale R$ 3,3 milhões. Segundo, pela chance de voltar à Libertadores. No Brasileirão, esse objetivo está distante, já que a equipe ocupa a 13ª posição, com 21 pontos em 18 jogos.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS x AMÉRICA-MG

Data: 28 de outubro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Competição: Copa do Brasil (ida das oitavas de final)
Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Lucas Piton; Xavier, Ramiro e Éderson (Camacho); Cazares, Mateus Vital e Mauro Boselli (Luan).Técnico: Vagner Mancini

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Zé Ricardo, Geovane, Juninho e Felipe Azevedo; Léo Passo e Ademir. Técnico: Lisca

Corinthians