PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG é o time mais ineficiente em finalizações no G-4 do Brasileiro

Ataque atleticano mostra intensidade, mas peca na falta de efetividade no Brasileiro - Bruno Cantini/Atlético-MG
Ataque atleticano mostra intensidade, mas peca na falta de efetividade no Brasileiro Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

27/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

Perda da liderança e do status de melhor ataque do Campeonato Brasileiro. Estas quedas do Atlético-MG nas últimas rodadas da competição não aconteceram por acaso e o motivo para isso passa pela irregularidade da equipe nas últimas cinco rodadas. O setor ofensivo atleticano apresenta o pior aproveitamento entre os times do G-4 e virou o calcanhar de Aquiles do Galo, que dos últimos 15 pontos disputados somou apenas cinco.

Isso proporcionou aos rivais diretos, o líder Internacional e o vice Flamengo, tirarem uma diferença que já foi considerável na classificação — o time mineiro tinha cinco pontos de vantagem. Hoje, o time comandado pelo argentino Jorge Sampaoli é o terceiro colocado, com 32 pontos, três a menos que colorados e rubro-negros, mas com um jogo a menos que estes adversários diretos.

O Atlético-MG, apesar de ter o segundo melhor ataque no Brasileirão — soma 31 gols, um a menos que o Flamengo —, é o time do G-4 que finaliza mais, mas tem o pior índice no comparativo "chutes para cada gol".

A equipe de Jorge Sampaoli, que pratica um futebol intenso e com quase todos os atletas pisando no campo ofensivo, precisa de quase dez arremates à meta para balançar a rede adversária. É o maior índice entre Flamengo, Internacional e Fluminense, as quatro melhores equipes do Brasileirão até o momento.

Quem é o melhor?

Para se ter uma ideia, o Inter precisa de menos de sete chutes — 6,6 finalizações — para fazer um gol. Em 18 jogos no Brasileirão, o time de Eduardo Coudet soma 199 arremates e fez 30 gols. Já o Galo chutou 306 vezes.

O Colorado ostenta o melhor índice de chute por gol até aqui. A equipe gaúcha tem o terceiro melhor ataque, com 30 gols, e ainda conta com o artilheiro do Brasileirão. Thiago Galhardo tem sido o amuleto de Coudet e marcou 15 vezes, sendo autor de metade dos gols do Inter neste Nacional.

Com o empate por 2 a 2 com o Inter, no Beira-Rio, no último domingo (25), o Flamengo ultrapassou o Atlético-MG no ranking de ataque mais positivo da competição. O setor ofensivo atleticano está em baixa, tanto que empate sem gols contra o Sport, o Galo passou em branco pela primeira vez desde que Sampaoli assumiu o comando técnico do Alvinegro.

Para o jogo com o Palmeiras, na próxima segunda-feira (2/11), no encerramento do turno do Brasileiro, o treinador argentino não poderá contar justamente com seu artilheiro: Keno, que tem oito gols. O atacante recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo contra os pernambucanos e terá que cumprir suspensão automática.

"Uma tristeza muito grande o resultado pela forma como o time fez o jogo. Lamentavelmente, não acertamos o gol. São jogos que merecem um pouco mais de tranquilidade para finalizar as jogadas", comentou Sampaoli, após o empate sem gols contra o Sport.

Diante do Leão da Ilha, o Galo chutou 26 vezes à meta do goleiro Luan Polli, que fez boas defesas. Já o adversário nordestino teve apenas três finalizações em mais de 90 minutos.

"Faltou caprichar na finalização. O time correu, se dedicou, buscou o gol até o último minuto, mas os adversários estão vindo muito recuados. Então, acaba amarrando um pouco o jogo, mas, mesmo assim, a gente tenta criar. Nós conseguimos interromper os contra-ataques, algo que nós acabamos tomando contra o Bahia. Mas agora é continuar trabalhando porque tem muito campeonato pela frente", analisou o meia Nathan.

Quantos chutes para fazer um gol?*

Internacional - 6,6 finalizações para cada gol: 199 chutes no total
Flamengo - 8,1 finalizações para cada gol: 261 chutes no total
Atlético-MG: 9,9 finalizações para cada gol: 306 chutes no total
Fluminense: 7,1 finalizações para cada gol: 200 chutes no total

*Levantamento realizado pelo UOL Esporte com estatísticas do Sofascore, site especializado em estatísticas

Atlético-MG