PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pogba deve deixar seleção francesa após ato de Macron sobre islã, diz site

Campeão mundial em 2018, Pogba não gostou da atitude do presidente francês em relação aos muçulmanos que vivem no país - Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Campeão mundial em 2018, Pogba não gostou da atitude do presidente francês em relação aos muçulmanos que vivem no país Imagem: Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/10/2020 08h01

O meio-campista Pogba, do Manchester United e da seleção francesa, deve deixar de vestir a camisa de seu país nos próximos meses.

O motivo é um posicionamento do presidente da França, Emmanuel Macron, que elaborou um plano no início do mês contra o "islamismo radical" no país - a medida foi duramente criticada na Europa e chegou a ser condenada pelo presidente da Turquia.

Alguns sites jornalísticos do Oriente Médio, como o 195sports, da Arábia Saudita, já afirmam que a decisão do jogador - que se converteu ao islamismo no ano passado - não tem volta. Ele estava no elenco francês que faturou a Copa do Mundo de 2018.

Pogba teria considerado as últimas declarações de Macron como um "insulto" a ele e a toda a comunidade muçulmana que reside na França, especialmente porque o islamismo é a 2ª religião mais popular do país.

O The Sun e o Daily Mail também repercutiram o tema na manhã de hoje. Até o momento, Pogba e a Federação Francesa não se pronunciaram.

Futebol