PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Inter x Flamengo: Como modelo campeão em 2019 explica duelo pela liderança

Gabigol e D"Alessandro sorriem durante duelo entre Internacional e Flamengo - Pedro H. Tesch/AGIF
Gabigol e D'Alessandro sorriem durante duelo entre Internacional e Flamengo Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Leo Burlá e Marinho Saldanha

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

25/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Flamengo cruzou o caminho do Internacional em 2019, mas as lembranças são doces apenas para os cariocas. Mas as marcas da eliminação nas quartas de final daquela Libertadores, que o clube do Rio de Janeiro conquistaria mais tarde, não foram totalmente negativas para o time do Sul. O modelo campeão do Rubro-Negro inspirou o Colorado a uma mudança de rumos que se reflete na briga pela primeira posição do Campeonato Brasileiro.

Hoje (25), o jogo das 18h15 (de Brasília), no Beira-Rio, válido pela 18ª rodada do Brasileirão, e ganhou ares de decisão. Empatados com 34 pontos, colorados, em vantagem nos critérios de desempate, e rubro-negros fazem um jogo-chave e colocam frente a frente ideias de futebol que guardam algumas semelhanças importantes.

Os jogos válidos pelas quartas de final da Libertadores de 2019 foram em agosto do ano passado, mas seguem influenciando. Na ocasião, havia uma diferença gritante nos modelos de jogo e nos estilos dos times. De um lado, um Inter defensivo, com linhas mais baixas e que buscava contra-ataque. Do outro, estava um Flamengo, que povoava o campo rival e amassava seu oponente na busca pelos gols.

Os 2 a 0 no Rio de Janeiro e o empate em 1 a 1 no Sul reforçaram a admiração colorada pelo que Jorge Jesus fazia com seu elenco, com o futebol apresentado e com a organização estrutural em torno de uma ideia clara de buscar incessantemente o gol adversário.

Convencido daquele caminho, o Inter entendeu que deveria mudar seu curso assim que surgisse a oportunidade. Procurar algo que se aproximasse do Flamengo, mas que pudesse ser feito sem o mesmo poder de investimento, até hoje muito diferente entre os clubes.

Veio a queda na competição continental, depois a derrota na final da Copa do Brasil e a demissão de Odair Hellmann. O time gaúcho decidiu que procuraria se espelhar no modelo campeão do Flamengo dentro de campo. E encontrou no argentino Eduardo Coudet a oportunidade.

As semelhanças com Jesus vão da formação utilizada em campo (4-1-3-2) à busca pelo ataque. Do comportamento enérgico à procura por intensidade durante todos os jogos e treinos. O próprio comandante argentino admitiu, quando foi apresentado, que o sucesso de estrangeiros no Brasil lhe deu tranquilidade para buscar o primeiro trabalho no país. Os feitos de Jesus solidificaram os passos que Coudet pretende trilhar.

Com os triunfos em campo e ainda mais dinheiro em caixa, o Flamengo seguiu seu caminho iniciado na temporada passada, foi ao mercado e melhorou o seu elenco. Ainda que tenha perdido o Mister para o Benfica, a cúpula manteve o estilo arrojado e trouxe Domènec Torrent para o comando do time. Com conceitos vistos como atuais, o catalão foi o escolhido para dar sequência a um trabalho que já vinha antenado com o que acontece no futebol europeu.

Os resultados demoraram um pouco, é verdade, mas o Rubro-negro encontrou seu rumo e nem precisou ser exuberante para alcançar os ponteiros do campeonato nacional e passar sem sustos para as oitavas de final da Libertadores. Contra os gaúchos, o Flamengo espera dar um passo importante para a consolidação de seu plano de hegemonia no Brasil e na América do Sul, ainda que tenha de superar um rival que o tem como um espelho.

Os resultados atingidos pelo Flamengo em 2019 ainda não são realidade no Inter. O Colorado não chegou à final do Estadual e luta para se firmar entre os postulantes aos títulos de Libertadores e Brasileirão. Porém, o Colorado está convicto que fez a melhor opção. Do outro lado, o Rubro-negro segue firme em sua busca por mais taças e espera não ser destronado pelo rival.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X FLAMENGO

Data e horário: 25 de outubro de 2020, domingo, às 18h15 (de Brasília)
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

INTERNACIONAL: Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Zé Gabriel e Moisés (Uendel); Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick e Marcos Guilherme; Thiago Galhardo e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet

FLAMENGO: Hugo, Isla, Léo Pereira (Rodrigo Caio), Natan e Filipe Luís; Thiago Maia, Gerson e Willian Arão; Everton Ribeiro, Vitinho e Pedro. Técnico: Domènec Torrent.