PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Após estreia, Felipão quer Cruzeiro mais experiente e com a cara da Série B

Felipão fará varredura no elenco do Cruzeiro para detectar prioridades em contratações - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Felipão fará varredura no elenco do Cruzeiro para detectar prioridades em contratações Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

24/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O técnico Luiz Felipe Scolari foi contratado para mudar o patamar do Cruzeiro, que luta para sair da zona de rebaixamento e subir na classificação da Série B do Campeonato Brasileiro.

Felipão, com toda a sua fama e respeito que impõe por causa da sua história vitoriosa no futebol mundial, já iniciou um estudo mais apurado do elenco celeste. A intenção do treinador é adquirir conhecimento mais amplo dos atletas e encontrar a melhor formação.

E como o próprio comandante deu a entender na entrevista coletiva após estrear com vitória diante do Operário, por 1 a 0, fora de casa, inicialmente os mais experientes serão figurinhas carimbadas no time titular.

"Os mais jovens vão sofrer uma dificuldade maior do que os jogadores com mais experiência. Nós não estamos fazendo muito certo as coisas, senão estaríamos em uma situação muito melhor. Sempre fica uma situação para os mais jovens, e eles sentem muito mais. A gente optou por um grupo que seja mais experiente, principalmente do meio para frente, porque nosso meio campo era de garotos, mas lá na frente tinha três ou quatro jogadores que poderiam ajudar bastante", comentou.

Na partida contra o Operário, o treinador tinha em campo alguns atletas com muita rodagem no futebol: o goleiro Fábio, o zagueiro Ramon, os meias Régis e Marquinhos Gabriel, e os atacantes Marcelo Moreno e Arthur Caíke. Esses foram os atletas escolhidos para dar equilíbrio em uma formação que contava também com muitos jovens, como Cacá, Matheus Pereira, Jadsom, Rafael Luiz e Adriano.

Conhecendo a "molecada"

O fato de ter chegado há menos de uma semana faz com que Felipão precise conhecer melhor os jogadores mais jovens. E essa ajuda para a adaptação inicial ao grupo vem de um velho conhecido da torcida cruzeirense: Célio Lúcio, ex-jogador nos anos 1990, campeão de grandes títulos com a camisa estrelada, e atualmente membro da comissão técnica fixa do clube.

Foi Célio Lúcio o responsável por indicar a Felipão a escalação do jovem Adriano no meio-campo contra o Operário. O volante foi elogiado pelo treinador gaúcho após a partida da última terça-feira (20).

"Quero fazer um elogio muito grande. Foi o Célio Lúcio que colocou o Adriano na equipe, porque eu tinha dificuldade na escolha do volante, e ele disse pode colocar, que é um menino, assim, assim, assim. Eu tenho pessoas que posso confiar, confio plenamente, e a virtude de colocar o Adriano, que jogou muito bem, se posicionou muito bem, foi do Célio Lúcio. Mas a gente sabe, precisamos de mais experiência, mais qualidade, porque vencemos no sufoco. Calma, muita calma", explicou, reiterando sobre a experiência que ele tanto vai buscar para esse elenco.

O UOL Esporte noticiou nesta semana que Felipão recebeu da diretoria cruzeirense a promessa por reforços. Tanto que, com a ajuda de um investidor, alguns setores devem ter prioridade: zagueiro, meia e um atacante de velocidade.

Felipão disse também na coletiva que fará um mapeamento específico para conversar com a diretoria em breve sobre reforços. Os jogadores que podem chegar auxiliarão justamente na questão "experiência", palavra tão falada pelo treinador na entrevista.

"Eu estou chegando no Cruzeiro, eu abro meu coração para vocês [imprensa e torcedores], tenho alguma dificuldade de conhecer os jogadores mais jovens. O Moreno, o Arthur Caíke, o Marquinhos Gabriel, o Jadson, o Ramon, o Fábio, isso aí, tudo bem. Mas os meninos mais novos a gente vai aprender a conhecer nos treinamentos e no decorrer do convívio", revelou.

Cruzeiro