PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Copa América explica volta de Arthur à seleção mesmo em baixa, diz Tite

O volante Arthur é o novo camisa 5 da Juventus na temporada 2020/21, mas ainda não se firmou - Reprodução/Juventus
O volante Arthur é o novo camisa 5 da Juventus na temporada 2020/21, mas ainda não se firmou Imagem: Reprodução/Juventus

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

23/10/2020 11h47Atualizada em 23/10/2020 12h34

Classificação e Jogos

O técnico Tite explicou os motivos que o fizeram convocar novamente o volante Arthur à seleção brasileira para enfrentar Venezuela e Uruguai, em novembro, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar - ele ainda não se firmou na Juventus e não havia sido chamado para as duas primeiras rodadas. O treinador falou em coletiva virtual na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) após anunciar a lista.

"Eu tenho colocado que levo muito em consideração o momento do atleta e o histórico dentro da seleção com projeção futura. Ele tem 24 anos e fez uma grande Copa América. Naquele momento, onde tivemos tempo de trabalhar mais, se você observar o gol que Gabriel Jesus faz foi em uma infiltração central dele, verticalizando, jogo para frente", explicou o comandante da seleção, antes de falar sobre a disputa por posição com Bruno Guimarães, que foi convocado para a seleção sub-23.

"Essa capacidade que ele [Arthur] tem de se adaptar, se ajustar e crescer o faz importante para nós, e tem essa briga com o Bruno, sim, que é um grande jogador para nós. Essa competição é leal. Ter esse jogador com essas virtudes, que está retornando... O Clodoaldo [ex-volante tricampeão do mundo] coloca que cada toque que o volante dá na bola é um adversário que recompõe mais rápido, então essa fluidez de tocar para frente, ele [Arthur] tem."

A opinião de Tite vai de encontro ao que disse Andrea Pirlo, técnico da Juve, que vê limitações no futebol de Arthur no aspecto ofensivo.

"Ele é um jogador particular e possui características do futebol espanhol. O jogo dele é muito curto e ele está ligado ao Barcelona. Ele ainda toca muito na bola enquanto em certas ocasiões que pode acelerar. Estamos trabalhando nisso", disse Pirlo, nesta semana.

Arthur foi um dos quatro volantes convocados à seleção, ao lado de Casemiro (Real Madrid), Douglas Luiz (Aston Villa) e Fabinho (Liverpool).