PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Série sobre o Tottenham mostra Lucas com "medo" de Mourinho e briga no CT

Lucas Moura e José Mourinho durante partida do Tottenham contra o Olympiacos, em novembro de 2019 - Tottenham Hotspur FC via Getty Images
Lucas Moura e José Mourinho durante partida do Tottenham contra o Olympiacos, em novembro de 2019 Imagem: Tottenham Hotspur FC via Getty Images

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

22/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

A plataforma Prime Video, da Amazon, lançou no Brasil há 20 dias a série documental "All or Nothing [Tudo ou Nada]: Tottenham Hotspur - Primeira Temporada". São nove episódios em torno de 45 minutos de duração que mostram os bastidores do time inglês na temporada 2019/2020, marcada pela ampliação do jejum de títulos, a troca de Mauricio Pochettino por José Mourinho e a pandemia do novo coronavírus.

Mourinho é o grande protagonista da série, que mostra intimidades da rotina do clube com câmeras e microfones instalados nos vestiários e centro de treinamento. Essa abordagem minuciosa dos bastidores serve para mostrar que o técnico português tenta moldar o Tottenham e seus jogadores a seu estilo pragmático, competitivo e, às vezes, pouco leal.

Ele incentiva, inclusive, confrontos entre os jogadores. Há uma briga no vestiário entre Dele Alli e Eric Dier, outra em campo entre Hugo Lloris e Heung-min Son e mais uma discussão no treino entre o lateral direito Serge Aurier e o meia-atacante Lucas Moura. Segundo o brasileiro, que até cita uma frase de Mourinho no discurso, esse espírito precisa ser mantido e valorizado.

Lucas Moura briga com Aurier durante treino do Tottenham - Reprodução/Amazon Prime Video - Reprodução/Amazon Prime Video
Lucas Moura briga com Aurier durante treino do Tottenham
Imagem: Reprodução/Amazon Prime Video

"Eu acho que é completamente normal quando coisas assim acontecem, porque todos querem ganhar. Esse é o espírito. Nos treinamentos a cabeça fica quente e não podemos dizer 'por favor, faça isso'. Estamos nervosos e queremos ganhar. É como o treinador diz no documentário: se você direcionar isso do jeito certo e usar para motivar, para fazer o melhor, vamos ser bem-sucedidos. Mas se você for criança, chorar e levar para o lado errado não vai ajudar. Eu sempre tive esse espírito vencedor, quero vencer, quero fazer meu melhor e quero o melhor para os meus companheiros, também", discursa o brasileiro.

Lucas Moura atendeu ao UOL Esporte e mais três veículos internacionais (dois da Inglaterra e um da Índia) como ação de divulgação da série. Em português, foi perguntado sobre qual outro momento da sua vida — não valiam os três gols anotados contra o Ajax, pela semifinal da Liga dos Campeões 2018/2019 — renderia uma série ou filme.

Vários momentos da minha vida dariam para fazer uma série bem interessante. Falando aqui do Tottenham, acho que o jogo contra o Manchester no Old Trafford, que eu fiz dois gols, foi muito marcante para mim. No geral, a minha passagem pelo São Paulo, minha história desde a base até a conquista da Sul-Americana no meu último jogo. Tem o Sul-Americano sub-20 com a seleção, também. São várias partes interessante da minha carreira que guardo com muito carinho no coração."

Junket - Reprodução - Reprodução
Entrevista coletiva virtual com jornalistas de três países com Lucas Moura, do Tottenham
Imagem: Reprodução

Um assunto recorrente ao longo da conversa foi a relação de Lucas com José Mourinho. Titular frequente do Tottenham sob o comando do português, o brasileiro tem dois gols em nove partidas na temporada. Ele também esteve em campo nos impressionantes 6 a 1 sobre o Manchester United, no último dia 4.

"Quando o Tottenham contratou o Mourinho, eu fiquei muito animado de trabalhar com ele e também com um pouco de medo, porque a mídia não dizia só coisas boas sobre ele", brinca Lucas, que quase um ano depois vê a situação por outro ângulo.

Lucas Moura - Tottenham Hotspur FC via Getty Images - Tottenham Hotspur FC via Getty Images
Atacante brasileiro durante partida contra o West Ham, em 18 de outubro de 2020
Imagem: Tottenham Hotspur FC via Getty Images

"Depois do primeiro dia, eu o conheci e vi que teríamos uma boa relação muito boa porque ele é um cara verdadeiro, fala para você exatamente o que pensa. Isso é perfeito para mim, amo quando é assim, porque ele fala a verdade, não te engana, é claro sobre tudo. Eu me senti confortável para falar com ele, que é um cara que quando precisa falar algo ruim do seu jogo, um erro que você cometeu, ele diz e depois disso está ok. A rotina com ele é muito boa, todos estão amando."

O próximo desafio do Tottenham com José Mourinho e Lucas é hoje (22), às 16h, contra o Linzer, da Áustria, pela primeira rodada do Grupo J da Liga Europa.

Veja outras declarações de Lucas Moura sobre "All or Nothing":

O que você achou da série quando viu pela primeira vez?

"Eu achei a série maravilhosa. Para nós foi um pouco estranho no começo, na primeira semana com várias câmeras em torno de nós, nos sentimos estranhos de falar sobre as coisas. Mas depois disso nós relaxamos e foi bom. Quando vimos o resultado foi incrível, cada detalhe, tudo, foi ótimo o trabalho que fizeram. É ótimo compartilhar nossa rotina com os fãs, com as pessoas que não sabem como são os treinamentos, o vestiário. É uma série interessante para ver e estou feliz com o resultado."

Alguma coisa que não foi ao ar te deu alívio?

"Difícil saber se tem algo que não saiu, porque foi praticamente um ano deles filmando a gente, eles pegaram todos os detalhes, difícil lembrar de alguma coisa: 'poxa, aquele dia aconteceu isso, eles filmaram e ainda bem que não saiu' (risos). Na primeira semana ficamos um pouco tímidos, com medo de falar e conversar sobre assuntos normais, mas depois esquecemos que tem câmera, microfone, e acaba sendo natural."

All or Nothing - Tottenham Hotspur FC via Getty Images - Tottenham Hotspur FC via Getty Images
Hugo Lloris, Lucas Moura, Jose Mourinho, Heung-Min Son e Dele Alli divulgam série "All Or Nothing" do Tottenham
Imagem: Tottenham Hotspur FC via Getty Images

Agora que vocês não estão mais sendo filmados, como vê o Tottenham?

"Acho que estamos seguindo um bom caminho. Acho que ele [Mourinho] gosta do que estamos fazendo agora e construindo um time bom, com mentalidade forte, que é o que ele quer. Nós só precisamos ouvi-lo, porque ele sabe melhor que todos como conquistar títulos, ele é um vencedor, só precisamos ouvi-lo e fazer o que ele pede. Mas acho que estamos construindo um bom time e podemos atingir coisas boas na temporada."

Para 2020/2021 é mais importante ser campeão ou se classificar para a Champions?

"Para mim, pessoalmente, quero ser campeão. Não importa a competição. Quero ser campeão aqui, entrar para a história do Tottenham., para mim qualquer troféu é importante, mesmo a Copa, que não é fácil de ganhar. Temos qualidade para vencer, especialmente essa temporada, um time bom, jogadores fortes, grande estrutura, grande estádio, grande treinador, tudo o que precisamos para fazer nosso melhor. Estou muito positivo nessa temporada."

Futebol