PUBLICIDADE
Topo

Santos

Base decide novamente, Santos vira no fim e vence o Defensa y Justicia

Siga o UOL Esporte no

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

20/10/2020 21h08

Classificação e Jogos

O Santos venceu o Defensa y Justicia (ARG) por 2 a 1 na noite de hoje, na Vila Belmiro, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. Os gols foram marcados por Lucas Braga e Marcos Leonardo, para o Peixe, e Romero para o clube argentino.

Com o resultado, o Peixe pode terminar a primeira fase da competição continental como melhor primeiro colocado do torneio. Para isso, o alvinegro precisa torcer por um tropeço do Palmeiras amanhã (21) contra o Tigre (ARG) dentro do Allianz Parque.

Na partida contra o mesmo adversário na Argentina, o Santos venceu pelo mesmo placar e também de virada, mas com gol de Kaio Jorge. Hoje, foi o outro jovem centroavante do elenco, Marcos Leonardo, quem virou o jogo para o Peixe.

A equipe do técnico Cuca volta a campo neste domingo, às 16h, para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, pela 18ª rodada do Brasileirão.

O melhor: Lucas Braga

O atacante entrou na segunda etapa e foi fundamental para a vitória do Santos. Ele marcou o primeiro gol e deu assistência para Marcos Leonardo virar a partida.

O pior: Jean Mota

O meia santista não fez um bom jogo. Com responsabilidade de ajudar na criação pelo centro do campo, Jean Mota pouco participou do jogo e foi substituído ainda no intervalo.

Cronologia do jogo

Aos seis minutos do segundo tempo, o Defensa y Justicia chegou pela direita e Pizzini encontrou o cruzamento perfeito para deixar Romero livre para empurrar para rede dentro da pequena área e abrir o placar.

Aos 32 do segundo tempo, Pará cruzou da direita, Lucas Braga desviou de cabeça para a defesa do goleiro. No entanto, Wagner Leonardo pegou o rebote do outro lado e cruzou novamente para o meio da área novamente para Lucas Braga, que não perdoou e empatou o duelo.

Marcos Leonardo virou para o Peixe aos 45 minutos do segundo tempo após cruzamento de Lucas Braga.

A atuação do Santos: força máxima funciona

Mesmo classificado e com o primeiro lugar garantido, o técnico Cuca escalou força máxima em busca da primeira colocação geral. Em campo, a escalação deu resultado e o Peixe foi melhor durante o primeiro tempo e poderia ter aberto o placar. No entanto, na segunda etapa, caiu de produção e viu o Defensa sair na frente. A equipe criou oportunidades, mas Kaio Jorge não conseguiu concluir nas redes. Lucas Braga foi quem conseguiu empatar e, depois, deu assistência para Marcos Leonardo virar.

Mas faz Peixe pagar o preço: Jobson está suspenso

O volante Jobson entrou em campo pendurado com dois cartões amarelos e correndo risco de ficar fora da primeira partida das oitavas de final. Ainda no primeiro tempo, o camisa 8 fez uma falta, recebeu a punição e cumprirá suspensão automática. Cuca optou pelo jogador pois via o time com problemas demais na escalação e queria garantir a vitória para poder decidir o maior número possível de mata-matas em casa.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 x 1 DEFENSA Y JUSTICIA (ARG)

Competição: Libertadores - Fase de grupos
Data: 20/10/2020 (terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Leodan Gonzalez (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trindad (URU)
Amarelos: Romero e Martínez; Jobson e Lucas Braga
Gols: Braian Romero, aos 6 minutos do segundo tempo; Lucas Braga, aos 32 do segundo tempo, e Marcos Leonardo, aos 45 do segundo tempo.

SANTOS: João Paulo; Pará (Marcos Leonardo), Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Diego Pituca, Jobson (Sandry) e Jean Mota (Lucas Lourenço); Arthur Gomes (Lucas Braga), Soteldo e Kaio Jorge. Técnico: Cuca.

DEFENSA: Unsain; David Martínez, Benítez e Frías; Paredes, Enzo Fernández (Acevedo), Isnaldo, Pizzini (Camacho) e Rius; Hachen (Merentiel) e Braian Romero. Técnico: Hernán Crespo.

Santos