PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Saída sustentada ou apoiada? PVC e Roger debatem sobre tática de Sampaoli

PVC e Roger Flores, durante debate no SporTV - Reprodução/SporTV
PVC e Roger Flores, durante debate no SporTV Imagem: Reprodução/SporTV

Do UOL, em São Paulo

20/10/2020 15h11

Paulo Vinícius Coelho e Roger Flores debateram sobre tática, hoje, no SporTV e divergiram nas nomenclaturas do modelo de jogo usado por Jorge Sampaoli no Atlético-MG e o de Tite na seleção brasileira.

"O Sampaoli está fazendo uma coisa que é parecida, embora menos elaborada, do que o Leipzig faz na Europa, quase um losango na saída de bola. Os 11 jogadores no campo de ataque. Cinco em linha, você vai ver na frente. O Leipzig faz isso", começou PVC.

"Quem faz assim é a seleção brasileira, PVC. O Tite falou muito sobre essa linha de cinco", respondeu Roger, o que deu início às discordâncias.

"Não, espera aí. O Tite fala muito sobre como quebrar a linha defensiva de cinco do outro lado. Agora, o que é que o Tite faz é outra coisa, Roger. Ele faz a saída sustentada. Ele faz a saída de trás com sete jogadores, até porque ele atrai o adversário e cria campo na frente", falou PVC.

"Ele [Sampaoli] não faz saída sustentada, Roger. O Sampaoli faz o jogo apoiado o tempo inteiro. Ele empurra o adversário. Quanto mais jogadores ele manda para o campo de ataque, mais ele obriga o adversário a trazer para trás", disse o comentarista mais tarde.

Na sequência, Roger ainda pediu para PVC explicar a diferença entre "saída sustentada" e "saída apoiada".

No fim, os dois chegaram a um acordo que estavam se referindo a um mesmo estilo de jogo com dois nomes diferentes. "A nomenclatura não importa. O nome não importa", finalizou PVC.

Veja o restante do diálogo:

Roger: Me explica o que é diferente de sustentada para apoiada, por favor.

PVC: A saída sustentada faz com os jogadores dando apoio na saída de bola, cinco, seis, sete atrás...

Roger: Ué, então sustentada e apoiada é a mesma coisa.

PVC: Atrás do meio campo, Roger. O Sampaoli não faz isso. O Sampaoli empurra o número de jogadores dele para dentro e obriga o adversário a trazer o número de adversários para trás. É claro que isso está aumentando o nosso debate tático. Acabamos de ter um aqui, mas é importante olhar para o que acontece no mundo.

Roger, rindo: Você ainda não me explicou a diferença de sustentada para apoiada. Para mim, é a mesma coisa.

PVC: Eu expliquei. A saída sustentada você faz atrás do meio-campo. Você traz sete jogadores para trás do meio-campo. O Sampaoli não faz isso. O Sampaoli empurra os sete, oito, nove jogadores para o campo de ataque. Não é retranca, é estratégia. A saída de bola do Tite, ele sai atrás do meio-campo. Eu expliquei isso para você, sim. Acabei de explicar. Atrai atrás do meio-campo e trabalha a bola. Com isso, ele traz. Você pega Brasil x Argentina do ano passado, ele atrai a Argentina e cria o espaço para o gol do Gabriel Jesus, por exemplo. Não é para contra-atacar, é para sair com a bola de pé em pé, mas você atrai o adversário e cria espaço do outro lado. O Sampaoli faz diferente.

Roger: Então, o que você está me falando é o seguinte: é a quantidade de jogadores que você coloca no seu campo defensivo para sair jogando. O Atlético-MG sai com menos jogadores no seu campo defensivo e coloca mais jogadores no campo ofensivo.

PVC: Isso.

Roger: E a seleção brasileira, você coloca mais jogadores no seu campo defensivo para ter um bloco mais protegido e sair com ela trabalhando para chegar até a frente e andar mais em bloco.

PVC: Se você perder a bola, você tem menos chance de tomar o gol de cara, porque você tem mais gente no campo de defesa.

Roger: Óbvio.

PVC: E você vai ter uma chance menor de errar o passe, porque o passe está aproximado.

Roger: O que eu quero falar são as expressões. A sustentação ou o apoio, um depende do outro. Não quer dizer com a quantidade de jogadores. A saída sustentada ou a apoiada, na minha opinião, é do mesmo jeito, independentemente da quantidade de jogadores que você tem.

PVC: Perfeito. A nomenclatura não importa. O nome não importa. O que o Sampoli faz era chamado de WM em 1925. Ninguém vai chamar de WM hoje em dia.

UOL Esporte vê TV