PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Ex-Vasco e Bota, Danilo ganha fôlego no Flu após chegar sob desconfiança

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/10/2020 11h11

Classificação e Jogos

Uma passagem que não deixou saudades no Vasco e outra no Botafogo onde se tornou terceira opção. Danilo Barcelos chegou em baixa no Fluminense e cercado de desconfiança por parte do torcedor, mas em campo tem demonstrado que pode ser útil.

Ontem (17), no empate em 2 a 2 com o Ceará no Maracanã, o lateral esquerdo fez um gol e deu uma assistência para o de Luiz Henrique.

Contratado no dia 1º de setembro, ele estreou contra o Coritiba, no dia 28 do mesmo mês e, depois disso, ficou de fora apenas do empate em 1 a 1 com o Atlético-MG.

Após o duelo de ontem, ele ficou satisfeito com o resultado, onde contribuiu com seu gol de empate aos 45 minutos do segundo tempo.

"Acho que temos de ter consciência, agradecer o apoio do torcedor, fizemos um grande jogo de novo, lutamos até o fim. A equipe só tem subido de produção. Torcedor está feliz com nossa entrega. Hoje a gente leva um ponto, poderia ser melhor, mas a gente fica satisfeito com esse final de jogo", disse, em entrevista ao Premiere.

Indicação de Odair e reviravolta

Indicação de Odair Hellmann ao clube, Danilo Barcelos, de 29 anos, por pouco não foi parar em Belo Horizonte (MG). Isso porque o mineiro tinha proposta do Cruzeiro e já havia pedido dispensa do Glorioso para voltar à cidade, motivado pela torcida de sua família pela equipe celeste. Liberado pelo Botafogo, contou com a boa relação entre as diretorias tricolor e alvinegra, que estreitaram laços ao se posicionarem contra o retorno do Campeonato Carioca.

Ainda antes da vitória do Botafogo sobre o Atlético-MG, Odair elogiou o atleta em conversas com o diretor de futebol Paulo Angioni e o presidente Mário Bittencourt. Danilo foi titular na partida, já que o titular, Victor Luís, teve uma apendicite e virou desfalque de última hora.

O UOL Esporte apurou que Angioni, após a segunda menção a Danilo pelo treinador, assistindo ao clássico entre Flamengo e Botafogo, procurou Paulo Autuori, treinador do Glorioso e ex-diretor do Fluminense, para obter informações do jogador.

A diretoria tricolor soube, então, que o lateral pedira dispensa pela forte concorrência - além de Victor Luís, o clube também conta com Guilherme Santos e o jovem Hugo, recém-promovido da base - e já tinha negócio avançado com o Cruzeiro.

Anda assim, com a anuência do Botafogo, decidiu fazer uma proposta. Ao saber do interesse, o jogador balançou e preferiu ficar no Rio de Janeiro, onde disputará o Brasileirão em vez de jogar a Série B pela equipe celeste.

Uram não participou ativamente do negócio - até porque o titular da posição no Tricolor é seu cliente, Egídio - mas o deixou livre para decidir. O empresário de Danilo Barcelos, na verdade, é Luciano Brustolini, e o agente carioca é seu representante no Rio de Janeiro.

Fluminense