PUBLICIDADE
Topo

Santos

Bastidores do dia: Soteldo não quer sair do Santos e pede alto a árabes

Soteldo comemora gol do Santos contra o Coritiba - GERALDO BUBNIAK/ESTADÃO CONTEÚDO
Soteldo comemora gol do Santos contra o Coritiba Imagem: GERALDO BUBNIAK/ESTADÃO CONTEÚDO

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

19/10/2020 13h54

O venezuelano Yeferson Soteldo não quer deixar o Santos. Se dependesse apenas da vontade dele, o camisa 10 nem teria aberto negociação com os árabes do Al Hilal, mas o atacante aceitou ouvir a oferta do clube saudita após o Peixe aceitar a proposta de compra.

Soteldo já rejeitou no início do ano a proposta do Atlético-MG e renovou seu contrato com o Santos. O venezuelano tem um projeto claro em sua mente: brilhar no Brasil e, depois, jogar na Europa. Atuar no Oriente Médio não estava nos planos.

No entanto, diante da oferta, o camisa 10 apresentou seus números aos árabes. Soteldo pediu alto por não ter desejo de deixar o Peixe e rumar para o futebol árabe. A proposta do clube da Arábia Saudita ainda não chegou ao que o venezuelano pediu.

O Al Hilal pagaria 7 milhões de dólares, sendo 5 à vista e 2 de forma parcelada. Os valores ajudariam a atual gestão do presidente Orlando Rollo a pagar dívidas e salários dos atletas. Os problemas financeiros vividos pelo Peixe, entretanto, não influenciam na decisão de Soteldo.

Além do "sim" do próprio Soteldo, a negociação ainda precisa passar pelo Conselho Deliberativo do Santos, como prevê o Estatuto Social do clube durante os últimos três meses de mandato. O órgão se reúne nesta quarta-feira para votar a proposta do Al Hilal e o contrato de Robinho.

Santos