PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vice do Grêmio cita pressão do SP na CBF e diz que time sofreu 'assalto'

Do UOL, em Porto Alegre

18/10/2020 00h11

Classificação e Jogos

Paulo Luz, vice de futebol do Grêmio, disparou contra a arbitragem de Rafael Traci, que comandou jogo diante do São Paulo, no estádio do Morumbi. O dirigente citou visita da diretoria do clube paulista à CBF, afirmou que o árbitro foi condicionado e avançou: "Foi um assalto".

São Paulo e Grêmio empataram sem gols. O clube gaúcho se irritou com, pelo menos, quatro lances ao longo da partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"O senhor Rafael Traci foi árbitro do VAR e teria anulado um gol do São Paulo pelo VAR, orientando o árbitro de campo. Segundo fato gravíssimo: o diretor executivo do São Paulo, Raí, esteve na quinta-feira com o seu Gaciba e desde então essa arbitragem estava condicionada e em suspeição. O que houve aqui foi uma arbitragem tendenciosa, calamitosa e que tirou três pontos do Grêmio. Fomos lesados de forma desavergonhada aqui no Morumbi", disparou Luz.

Em outra resposta, o dirigente do Grêmio foi mais contundente.

"Muita indignação (no vestiário). Fizemos um grande jogo. O que houve foi aqui foi um assalto, assalto, assalto, assalto! O Luiz Fernando recebeu falta de expulsão vergonhosa do Daniel Alves. O Alisson também. O árbitro veio condicionado, veio para cá porque o São Paulo não poderia perder de forma alguma e por isso estamos muito indignado e vamos tomar medidas formais cabíveis. E esperamos que a comissão de arbitragem da CBF possa agir com correção. Estabelecer justiça para os 20 participantes do campeonato", afirmou.

Futebol