PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Presidente do Racing diz que reforço do Atlético-MG tem "nível de seleção"

Matias Zaracho, segundo especialista, tem estilo de jogo parecido com o ex-palmeirense Dudu - Divulgação/Racing e César Greco/Palmeiras
Matias Zaracho, segundo especialista, tem estilo de jogo parecido com o ex-palmeirense Dudu Imagem: Divulgação/Racing e César Greco/Palmeiras

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

17/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Atlético-MG anunciou de forma oficial ontem (16) a contratação do meia-atacante argentino Matías Zaracho, revelado nas categorias de base do Racing-ARG. O próprio presidente do Galo, em mensagem publicada em seu Twitter pessoal, confirmou a chegada do jogador, que custou R$ 33,1 milhões, valor correspondente a 50% dos direitos econômicos do atleta de 22 anos.

Contratação mais cara da história alvinegra, o meio-atacante chega com boas credenciais, tido pelo treinador Jorge Sampaoli como "jogador de seleção". O presidente do Racing apontou o mesmo que Sampaoli, citando as credenciais de Matías Zaracho por ter "jogado em todos as divisões de base da seleção argentina. É sim um jogador nível de selecionável", disse Victor Blanco, mandatário do time argentino, ao UOL.

Já um especialista no futebol sul-americano comparou o gringo a um velho conhecido da torcida palmeirense: o atacante Dudu. Para mostrar quem é Matías Zaracho, o prodígio argentino que custou uma fortuna aos cofres dos parceiros do Galo, responsáveis pela contratação. O UOL Esporte enumerou grandes qualidades do atleta com a ajuda de especialistas em futebol sul-americano.

"Uma excelente contratação desse Galo, que o favorita ainda mais para a possível conquista do caneco do Brasileirão", analisou o jornalista Joza Novalis, em vídeo publicado em seu canal no YouTube.

'Dudu argentino'

O próprio Novalis comparou as características do novo reforço atleticano com um conhecido jogador brasileiro, revelado pelo Cruzeiro, mas que teve passagem destacada pelo Palmeiras.

"Lembra o Dudu, ex-Palmeiras, que faz a boa construção de jogadas a partir do terceiro terço do campo, carrega a bola com classe, e dá solução boa para jogadas perto da área. Dudu fazia muitos gols e o Zaracho pode melhorar nesse quesito", comparou.

Joia da Academia

Chamado de "Joia da Academia", Zaracho chega ao Atlético-MG com referenciais para usar a camisa 10 alvinegra pelos seguintes motivos.
Inteligente e habilidoso

"É o típico camisa 10 que o Galo precisa. Ele começou a jogar pelos lados do campo, pela direita e esquerda, é destro, mas joga bem com o pé trocado. Acelera o jogo com qualidade, tem bom passe. Com o Eduardo Coudet [hoje no Internacional, mas que foi técnico do Racing-ARG], ele virou um jogador importante, porque passa a jogar por dentro, centralizado, e aí ele evoluiu bastante", comentou Novalis.

Bom posicionamento / jogo posicional

"E o que mais chama a atenção é o posicionamento do jogador. Ele aparece muito bem na frente, pisando bem no ataque, tanto pelos lados de campo, direita e esquerda, quanto no meio", analisa Bruno Garcês, do canal Sudaca Brasil, ao UOL.

Carrega bem a bola / rápido na criação

Uma das características importantes do time de Sampaoli é a posse de bola e o jogo com intensidade, partindo para cima da defesa adversária. O que Zaracho também desempenha.

"Pega a bola no centro do campo, associa muito bem com os atacantes em um jogo apoiado. É um bom assistente também, tem bom passe, mas sua grandeza maior é construir as jogadas", comentou Novalis.

Bom cabeceio

"O Zaracho surgiu junto com o Lautaro Martinez [comprado pela Inter de Milão], e esperava até uma evolução maior dele. Mas é um jogador extremamente rápido, habilidoso, não é tão alto, mas cabeceia bem", comentou Garcês.

Precisa melhorar

Os dois especialistas citados pelo UOL também falaram das carências técnicas de Matías Zaracho.

- Irregularidade, precisa ser mais regular entre um jogo e outro (Garcês)
- Dificuldade no um contra um (Garcês)
- Pode evoluir mais nos arremates a gol (Joza Novalis)

Atlético-MG