PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Santos vence Coritiba e Soteldo marca em sua provável despedida

Do UOL, em São Paulo

17/10/2020 20h57

Classificação e Jogos

O Santos venceu o Coritiba por 2 a 1 na noite de hoje (17), no Couto Pereira, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, na provável despedida do venezuelano Soteldo. Os gols do Peixe foram marcados por Kaio Jorge, logo aos 5 minutos do primeiro tempo, e por Soteldo, que converteu um pênalti com cavadinha também na primeira etapa. O belo tento do Coxa, de fora da área, foi marcado por Giovanni Augusto, aos 28 da etapa final.

Com o resultado, o Alvinegro da Vila Belmiro foi a 27 pontos e subiu para a quarta posição na tabela. Já o Coritiba estacionou nos 16 e segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação.

O Santos volta a campo na terça (20), às 19h15 (de Brasília), para enfrentar o Defensa y Justicia, na Vila Belmiro, pela Libertadores. Por sua vez, o Coxa só jogará no próximo sábado (24), quando encara o Ceará, no Castelão, pela 18ª rodada do Brasileirão.

Os melhores: A "última dança" de Soteldo e o "goleador" Giovanni Augusto

O técnico Cuca admitiu antes da partida, em entrevista à TNT, que este deve ter sido o último jogo do venezuelano Soteldo nesta passagem pelo Santos, mesmo que a negociação ainda dependa do aval do conselho do clube. Se foi mesmo uma despedida, ela se deu em grande estilo, com um gol marcado e participação direta em outro.

Outra exibição que precisa ser destacada é a do meia Giovanni Augusto, que já havia feito uma boa partida na vitória contra o Palmeiras no meio da semana. Além de protagonizar as melhores jogadas do Coxa, também marcou um golaço de fora da área.

Quem foi mal: Yan Sasse

O meia participou bastante do jogo, mas errou passes que poderiam ter resultado em boas chances de gol. Além dele, Hugo Moura também merece ser citado, já que cometeu o pênalti que ampliou a vantagem santista ainda na primeira etapa.

Início arrasador

O jogo começou em ritmo acelerado. Tanto os donos da casa, quanto o Santos criaram boas trocas de passes, mas foi o Peixe quem inaugurou o placar. Soteldo recebeu um belo e longo lançamento de Jobson e ajeitou para Felipe Jonatan, que cruzou para Kaio Jorge completar para o gol, o primeiro de sua carreira o Brasileirão. O lance foi confirmado pelo VAR após consulta sobre uma suposta condição de impedimento do camisa 10 santista.

O jogo do Santos: Vantagem rápida gera postura burocrática

Novamente sem Marinho, o Peixe criou pouco na etapa inicial, apesar de a vantagem de dois gols aberta ainda aos 26 minutos sugerir o contrário. Isso talvez se justifique pela abertura relâmpago do placar por parte dos comandados de Cuca. No segundo tempo, essa postura burocrática ficou ainda mais evidente, já que a necessidade de buscar o resultado era dos donos da casa.

Atuação do Coritiba: Muito volume, mas pouca eficiência

O Coritiba conseguiu imprimir um bom ritmo de jogo na primeira etapa, levando bastante perigo ao goleiro João Paulo em pelo menos duas oportunidades. Entretanto, a maior parte das ações ofensivas dos donos da casa eram interrompidas pela falta de perícia de seus jogadores no famoso "último toque" e também nas finalizações. No segundo tempo, o Coritiba novamente tomou as rédeas da partida, contando com as boas alterações promovidas por Jorginho, mas que não foram suficientes para evitar a derrota dos donos da casa, que não vencem no Couto Pereira há três jogos.

FICHA TÉCNICA
Coritiba 1 x 2 Santos

Campeonato Brasileiro - 17ª rodada
Data:
17/10/2020
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Amarelo: Hugo Moura, Matheus Salles, William Matheus, Nathan Silva e Ricardo Oliveira (Coritiba); Jobson e Kaio Jorge (Santos)
Gol: Kaio Jorge, para o Santos, aos 5 minutos do 1º tempo; Soteldo, para o Santos, aos 26 do 1º tempo; Giovanni Augusto, para o Coritiba, aos 28 do 2º tempo

CORITIBA: Wilson; Natanael (Matheus Galdezani), Henrique Vermudt, Nathan Silva e William Matheus; Hugo Moura (Ricardo Oliveira), Matheus Sales (Matheus Bueno), Yan Sasse (Nathan) e Giovanni Augusto; Robson e Rodrigo Muniz (Neilton). Técnico: Jorginho

SANTOS: João Paulo; Madson, Laércio, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson (Sandry), Diego Pituca e Jean Mota (Arthur Gomes); Lucas Braga (Lucas Lourenço), Kaio Jorge (Luiz Felipe) e Soteldo (Wagner Leonardo). Técnico: Cuca.

youtube de Coritiba 1 x 2 Santos