PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Torcida organizada do Palmeiras marca protestos na porta do CT do clube

Torcida Mancha Alviverde promete mobilização na porta da Academia de Futebol - José Edgar de Matos/UOL
Torcida Mancha Alviverde promete mobilização na porta da Academia de Futebol Imagem: José Edgar de Matos/UOL

Do UOL, em São Paulo

16/10/2020 16h36

Classificação e Jogos

A maior torcida organizada do Palmeiras marcou protestos para a manhã deste sábado, na porta da Academia de Futebol. A mobilização acontece depois de três derrotas seguidas no Brasileirão, que resultou na queda do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Os alvos do grupo são a cúpula do clube e o elenco, criticado pela postura na derrota para o Coritiba. As reclamações dos torcedores começaram a ganhar força depois da derrota para o São Paulo.

Na ocasião, a Mancha se posicionou pela primeira vez cobrando a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Até então, a organizada — que tem a conselheira e patrocinadora Leila Pereira como parceira de sua escola de samba — demonstrava apoio e não fazia críticas públicas.

Durante a semana, na internet, a organizada elegeu culpados: "o presidente banana, diretor de futebol fantoche, treinador perdido e jogadores paneleiros". Dos citados, o presidente Maurício Galiotte foi colocado como o "maior responsável por essa vergonha".

Aos jogadores foi feito o aviso: "essa partida não será esquecida por nós. A falta de vontade proposital é uma afronta à nossa história. A partir de agora terão cobranças pesadas para todos vocês que vestiram o nosso manto nessa vergonha de partida. Sem exceção... De jogadores 'consagrados' até jogadores que estão começando. Aguardem".

Palmeiras