PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro já repete 2019 e vai para seu quarto treinador na temporada

Cruzeiro repete 2019 e já vai para seu quarto treinador nesta temporada - Bruno Haddad/Cruzeiro
Cruzeiro repete 2019 e já vai para seu quarto treinador nesta temporada Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

12/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O caos do Cruzeiro não tem fim. Penúltimo colocado na Série B após empate com o Oeste, a diretoria do clube tem agora um novo problema para resolver. Depois de demitir Ney Franco, a cúpula celeste vai atrás de mais um treinador para tentar engatar uma série de vitórias, sair da zona de rebaixamento e buscar voos maiores na sequência. Assim como aconteceu em 2019, o futuro treinador será o quarto comandante da temporada.

No ano passado, o Cruzeiro teve uma sucessão de trocas a partir do segundo semestre. Os resultados já não eram bons quando Mano Menezes saiu do clube. Seu sucessor foi Rogério Ceni, que entrou em atrito com alguns jogadores e acabou demitido após passagem meteórica. Abel Braga foi a alternativa alcançada para ser o "paizão" do elenco, mas também não rendeu. Por fim, Adilson Batista encerrou o ano com a queda para a Série B.

No início da nova temporada, Adílson não rendeu o esperado e acabou demitido ainda no mês de março. Enderson Moreira chegou durante a paralisação do calendário e teve mais tempo para colocar suas ideias em prática, mas o sucesso também não ocorreu. O terceiro técnico foi Ney Franco, que só durou sete jogos.

Com Ney, o Cruzeiro teve dois triunfos, contra o Vitória e Ponte Preta. Nessas ocasiões, o time recebeu elogios pelo desempenho em campo. Porém, mostrou, nas partidas seguintes, que as atuações não passaram de lampejos, já que não conseguiu engatar uma sequência positiva, além de colecionar derrotas e rendimentos ruins na sequência. O jogo contra o Oeste não foi uma derrota, mas teve sabor tão amargo como uma. Pior que o empate contra o lanterna, a passividade do Cruzeiro em campo chamou muita atenção. Aguardando o adversário, o Cruzeiro mal agrediu a meta rival. Bastante previsível, ainda mostrou muita pobreza na organização e criatividade para executar suas jogadas.

Agora à procura do seu quarto treinador da temporada, o clube espera fechar com um novo nome ainda neste início de semana. O técnico Lisca, do rival América-MG, agrada. Independente do nome, a intenção da diretoria é de ter o novo treinador para já comandar o time na sexta-feira, contra o Juventude, no Mineirão.

Cruzeiro