PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro diz que nível de Jesus e Sampaoli pressionam Tite nas eliminatórias

Do UOL, em São Paulo

09/10/2020 09h59

Classificação e Jogos

O Brasil entra em campo hoje à noite, para um duelo contra a Bolívia pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Para Mauro Cezar, colunista do UOL Esporte, o técnico Tite tem a missão de, ao menos, chegar ao mesmo patamar que Jorge Sampaoli e Jorge Jesus alcançaram no futebol brasileiro.

"Podemos esperar [que a seleção brasileira] jogue um bom futebol, não dá para cobrar algo espetacular, sensacional, porque é um trabalho que foi interrompido e agora retomado. Mas depois de Jorge Jesus e Jorge Sampaoli, o patamar foi elevado e a cobrança e por um futebol melhor. O Tite precisa mostrar uma equipe que consiga praticar um bom futebol e alcance bons resultados. Não vai adiantar ganhar com sofrimento de Peru e Venezuela", opinou Mauro.

O jornalista também destacou o calendário montado por Fifa e Conmebol para as Eliminatórias. Segundo Mauro, as entidades deveriam ter repensado no formato da competição justamente pelo momento no qual o mundo vive: a pandemia de coronavírus.

"Diante da situação criada, seria muito melhor que Conmebol e Fifa mudassem o sistema de disputa. Dois grupos de cinco, os dois primeiros são classificados automaticamente e os outros terceiros colocados fariam a disputa de mata-mata ida e volta na repescagem. Haveria outras maneiras de solucionar, mas não... Pontos corridos, ida e volta, todos contra todos... 18 jogos para cada seleção. É muito jogo, é muita data-Fifa, [é muito desfalque nos times brasileiros, porque os campeonatos aqui no Brasil não param", falou Mauro.

Futebol