PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Casemiro será capitão contra Bolívia, mas braçadeira não terá dono fixo

Volante de 28 anos ocupará o posto que vinha sendo de Daniel Alves, não convocado - Lucas Figueiredo/CBF
Volante de 28 anos ocupará o posto que vinha sendo de Daniel Alves, não convocado Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

08/10/2020 13h05

Classificação e Jogos

O técnico Tite confirmou hoje (8) que o meio-campista Casemiro será o capitão da seleção brasileira na partida contra a Bolívia, amanhã, às 21h30 (de Brasília), na Neo Química Arena, pela primeira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar.

O treinador, no entanto, sinalizou que haverá rodízio na função ao longo do torneio. Tite citou a ausência de Daniel Alves, recém-recuperado de lesão e que não foi convocado, para abrir a possibilidade de um outro capitão ser determinado para o duelo contra o Peru, na próxima terça-feira (13).

"O capitão é o Casemiro. Essa situação, até por não ter o Dani, fica sem determinação. Não vou colocar. Para esse jogo é uma das lideranças que a gente tem", disse Tite.

Casemiro é convocado à seleção desde 2011 e é o segundo jogador com mais presenças nas listas nos quatro anos de Tite, com 17, empatado com Marquinhos e com uma a menos em relação a Philippe Coutinho.

Neymar foi o capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia e nos seis amistosos após a competição, como forma de demonstração de confiança após longo rodízio da faixa, mas perdeu o privilégio em maio do ano passado, antes da Copa América, quando agrediu um torcedor na final da Copa da França. Daniel Alves foi quem ergueu a taça e seguiu como capitão depois, exceto em dois amistosos que não jogou e Casemiro foi nomeado.