PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Everton Ribeiro brilha, e Flamengo vence o Athletico no embalo do meia

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/10/2020 17h53

Classificação e Jogos

Em uma partida de tempos distintos, o Flamengo foi superior na etapa final e bateu o Athletico Paranaense por 3 a 1 hoje (4), pelo Campeonato Brasileiro, com gols de Pedro, Bruno Henrique e Everton Ribeiro - Renato Kayzer diminuiu. O Furacão foi mais organizado nos 45 minutos iniciais no Maracanã, mas não converteu suas chances.

Embalado após a entrada de Everton Ribeiro, que iniciou no banco, o Rubro-negro encontrou seu melhor jogo, cresceu e bateu o oponente com dois gols quase em sequência, aos 10 e aos 13 do segundo tempo. Quando os atleticanos ensaiavam uma pressão, o capitão marcou o terceiro e deu números finais ao confronto.

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Sport na quarta-feira, às 19h15, no Maracanã. Já o Furacão encara na quinta (8) o Ceará, às 19h, na Arena da Baixada.

Arrascaeta e Everton voltam a se destacar

Assim como vem ocorrendo nos últimos jogos, Arrascaeta voltou a ser destaque do Flamengo. Com lucidez e deslocamentos por todos os lados, o meia foi protagonista dos principais lances ofensivos do Flamengo e foi o jogador mais participativo entre os homens de frente. O uruguaio foi ajudado por Everton Ribeiro, que entrou após o intervalo, deixou sua marca e foi decisivo para a melhoria do rendimento do time.

Flamengo cresce para resolver no segundo tempo

Com alguns nomes importantes que voltaram após a quarentena, o Flamengo iniciou o jogo com algumas dificuldades no Maracanã. Em apuros para construir desde lá de trás, o time carioca errou muitos passes e viu o adversário levar muito perigo. Bastou a entrada de Everton Ribeiro na vaga de Vitinho para tudo mudar. O camisa 7 foi acionado no intervalo, injetou sangue novo no time, que não deu mais chances ao Athletico. Os paranaenses assustaram ao diminuir o placar, mas não foram mais páreo para os cariocas.

Athletico encara o Flamengo de peito aberto

Ainda que com muitas mexidas, o Athletico encarou o Flamengo sem medo no Maracanã. O Furacão adiantou suas linhas, colocou o time da casa em apuros e teve chances reais para marcar. Os paranaenses jogaram de forma muito organizada e foram superiores no primeiro tempo, embora tenham levado alguns sustos com contra-ataques gerados por espaços deixados. Após as mexidas do oponente, especialmente a entrada de Everton Ribeiro, os visitantes ficaram acuados e não conseguiram mais assustar tanto. Sempre que acionado, Santos se fez presente e fez defesas importantes.

Vitinho volta mal

Questionado por parte da torcida, o atacante Vitinho teve nova chance para começar jogando e não esteve bem. Recuperado da Covid-19, o camisa 11 ocupou a faixa direita do ataque e foi pouco efetivo. Fora por uma boa trama com Isla, que estava em impedimento, ele pouco apareceu enquanto esteve em campo. O jogador deu lugar a Everton Ribeiro ainda no intervalo.

Furacão acerta a trave no primeiro lance

Mantido no time titular do Flamengo, o goleiro Hugo Souza deu um susto na torcida com menos de um minuto de jogo. O jovem errou um passe na saída de bola, Alvarado recebeu o presente e carimbou a trave no primeiro lance da partida. O goleiro ainda assustou a torcida rubro-negra em outra tentativa de sair jogando com o pé.

Cronologia

Aos 22 do primeiro tempo, Noga derrubou Carlos Eduardo na área, e o juiz marcou pênalti. Na revisão no VAR, o juiz Rodrigo Dalonso Ferreira voltou atrás e marcou falta fora da área. Aos 10 do segundo tempo, Pedro dominou, brigou com a defesa e chutou para marcar. Aos 12, Bruno Henrique chutou, Léo Gomes cortou com a mão, e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Bruno Henrique aumentou. Aos 21, Kayzer mergulhou de cabeça e diminuiu. Aos 31, Everton Ribeiro chutou, a bola desviou na zaga e entrou.

Novidade no banco
Jordi Gris - Jorge Rodrigues/AGIF - Jorge Rodrigues/AGIF
Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Após Jordi Guerrero testar positivo para Covid-19 e o técnico Domènec Torrent seguir em recuperação, coube ao auxiliar Jordi Gris a missão de comandar o Flamengo à beira do campo.

Prévia da Copa do Brasil

O jogo de hoje serviu como um ensaio para as oitavas da Copa do Brasil, que terá o confronto entre os dois rubro-negros. No ano passado, o Furacão calou o Maracanã, eliminou o Flamengo nos pênaltis e seguiu firme para a conquista de seu primeiro caneco. As equipes se encaram nos dias 28 de outubro e 4 de novembro.

Dose dupla no Maraca

Um pouco antes de a bola rolar no Maracanã, o basquete do Flamengo fez a festa no Maracanãzinho. Com uma vitória por 104 x 40 sobre o Tijuca, o Rubro-negro festejou seu 15º título consecutivo no Carioca.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X ATHLETICO

Data: 4/10/2020
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões amarelos: Noga, Filipe Luís, Bruno Henrique (FLA), Erick, Richard, Wellington, Christian (ATL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Pedro, aos 10 minutos do segundo tempo; Bruno Henrique, aos 13 minutos do segundo tempo; Renato Kayzer, aos 21 minutos do segundo tempo; Everton Ribeiro, aos 31 minutos do segundo tempo.

Flamengo
Hugo; Isla, Natan, Noga e Filipe Luís (Ramon); Willian Arão, Gerson e Arrascaeta (Diego), Bruno Henrique (Michael), Pedro (Lincoln) e Vitinho (Everton Ribeiro). Técnico: Jordi Gris

Athletico
Santos; Léo Gomes (Wellington), Zé Ivaldo, Aguilar e Abner; Jaime Alvarado (Erick), Richard (Christian), Lucho González (Ravanelli) e Jorginho (Walter); Carlos Eduardo e Renato Kayzer Técnico: Eduardo Barros.