PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Presidente fala a ex-gestores do Cruzeiro em apoiar Zé Maria no Conselho

Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro, ao lado de membros do atual Conselho Deliberativo - Igor Sales/Cruzeiro
Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro, ao lado de membros do atual Conselho Deliberativo Imagem: Igor Sales/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

30/09/2020 04h00Atualizada em 30/09/2020 16h38

Sérgio Santos Rodrigues, atual mandatário do Cruzeiro, se reuniu com membros do antigo Núcleo Dirigente Transitório e falou sobre a eleição ara a presidência do Conselho Deliberativo do clube, prevista para novembro. No bate-papo, que contou com as presenças de Emílio Brandi, Gustavo Gatti e Saulo Fróes, o dirigente disse que poderia apoiar José Maria Fialho para o cargo, atualmente ocupado por Paulo César Marcondes Pedrosa.

Procurado pelo UOL Esporte para falar sobre o tema por meio da assessoria de imprensa do clube, o presidente Sérgio Santos Rodrigues se manifestou: "Sérgio Santos Rodrigues prefere não se pronunciar, uma vez que o Edital ainda nem foi publicado e não há chapas ou candidatos oficializados. Desta forma, a eleição deve ocorrer apenas no mês de novembro e existem diversas outras preocupações e prioridades no momento. O foco do presidente está totalmente na recuperação administrativa do Cruzeiro e na busca pelo acesso à Série A do Campeonato Brasileiro".

José Maria Fialho foi vice-presidente de futebol da gestão de Gilvan de Pinho Tavares no decorrer do primeiro ano de mandato, em 2012. No entanto, deixou o clube momentos antes da chegada de Marcelo Oliveira para o cargo de treinador. A chegada do técnico, inclusive, foi um dos motivos para a sua saída à época.

Conselheiro do clube, Fialho era também sócio de Alvimar Perrella na empresa Stillus Alimentação até 2019. Ele ainda não se decidiu pela candidatura ao cargo.

Outro nome que aparece como provável candidato e que deve contar com o apoio de membros do Conselho Gestor é Giovanni Baroni. Ele já havia concorrido ao cargo nas eleições de maio passado. No entanto, foi derrotado por Paulo César Marcondes Pedrosa.

Cruzeiro