PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ídolo do América de Cali só fez um gol neste ano. Exatamente contra o Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

29/09/2020 12h00

Classificação e Jogos

Adrián Ramos é ídolo da torcida do América de Cali. Aos 34 anos, o atacante disputou Copa do Mundo, foi treinado por Jurgen Klopp, e voltou a seu clube de origem para encerrar a carreira. Mas a passagem atual não está sendo nada boa. Se serve de alento, o único gol até agora foi no Inter, rival na noite de hoje (29), às 21h30 (de Brasília).

Os números recentes da carreira de Ramos contrastam com um passado de sucesso. Ele surgiu muito jovem e se destacou nas categorias de base do clube. Em 2003, foi convocado à seleção para disputar o Mundial sub-17 e fez três gols, todos contra Finlândia na goleada por 9 a 1. A seleção da Colômbia — que também contava com Armero e Guarín — acabou eliminada pelo Brasil na semifinal, dois gols de Abuda, ex-Corinthians.

De volta ao clube, subiu ao profissional e oscilou. Após dois empréstimos se firmou na equipe e passou a empilhar gols. Na temporada 2008, sua melhor no América, marcou 23 vezes em 58 partidas. Em 2019 aumentou a média fazendo 13 gols em 18 jogos e chamou atenção do mercado europeu.

Ramos começou, então, trajetória no Velho Continente. Em cinco temporadas no Hertha Berlim, clube que o comprou do Cali, foram 66 gols. Depois de estar no topo da artilharia do Campeonato Alemão em boa parte da disputa da temporada 2013/2014, ele atraiu um clube maior, o Borussia Dortmund.

No Signal Iduna Park, Ramos foi treinado por Thomas Tuchel e Jurgen Klopp, teve colegas como Aubameyang, Kagawa, Hummels e Immobile, entre outros. Disputou jogos da Liga dos Campeões, da Liga Europa, esteve entre os melhores do cenário internacional. A média de gols, porém, caiu. Foram 19 divididos em três temporadas.

Foi quando sua carreira entrou em declínio. Ramos foi vendido ao Chongqing Lifan, da China, que por ser do mesmo dono, emprestou ao Granada, da Espanha. Por lá foram 16 gols em três temporadas até assinar com o América de Cali, para encerrar carreira no clube que o projetou, no início deste ano.

Pela seleção, Ramos ainda disputou a Copa América de 2011 e a Copa do Mundo de 2014.

Mas a passagem atual está longe de ser a melhor. O jogador fez apenas um gol em dez partidas. Advinha contra quem? Contra o internacional, no jogo entre as duas equipes no Beira-Rio, cujo placar foi 4 a 3 para o Colorado. De cabeça após rebote ele fez o segundo de sua equipe.

Antes, ainda pelo Granada, ele marcou dois na vitória sobre o Ce L'Hospitalet (terceira divisão) por 3 a 2 pela primeira fase Copa do Rei, em dezembro de 2019.

Internacional